Movimento Outubro Rosa mobiliza equipe da FRB

FRB aderiu ao movimento Outubro Rosa de forma mais abrangente neste ano.

Publicado em 21/10/2015 - 00:00

Brasília (DF) – Durante o mês de outubro as mulheres são alertadas para a prevenção precoce do câncer de mama, por meio da campanha Outubro Rosa, celebrada em todo o mundo e apoiada por vários segmentos da sociedade. Devido à relevância da causa, a Fundação Republicana Brasileira (FRB) aderiu ao movimento de forma mais abrangente neste ano.

As mídias sociais, o portal institucional na internet e o ambiente educacional foram personalizados com o lacinho rosa, para que o público fique ciente e participe da mobilização. Os alunos e colaboradores da entidade também não ficaram de fora. Vários broches foram confeccionados pela equipe e estão sendo utilizados por todos. Segundo os dizeres do material entregue aos alunos e divulgado nas mídias “prevenir ainda é o melhor tratamento”.

Outubro Rosa

O nome Outubro Rosa remete à cor do laço que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, na década de 1990, onde vários Estados tinham ações isoladas referentes ao câncer de mama ou incentivavam o público feminino a realizar mamografias no mês de outubro. Posteriormente, com a aprovação do Congresso Americano, o mês se tornou o período nacional de conscientização.

Somente a partir de 1997 começaram, efetivamente, a fomentar ações voltadas à prevenção do câncer de mama. Todas as atividades eram e são, até hoje, direcionadas para a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população, inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfiles de moda com mulheres recuperadas após o tratamento da doença, eventos esportivos, entre outros.

A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno da nobre causa. A iluminação em rosa, por exemplo, assumiu importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar. No Brasil, o movimento chegou no ano de 2002 e, desde então, é celebrado em todos os estados da Federação.

Depois do câncer de pele, o de mama é o que mais atinge mulheres no Brasil e no mundo. A doença responde por cerca de 25% dos novos casos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos. Uma forma simples de prevenir-se contra a doença é realizar o autoexame das mamas durante ou após o banho, por exemplo. Ao sinal de qualquer nódulo, dor, incômodo ou indisposição, é aconselhável que a mulher procure orientações médicas para evitar problemas futuros.

 

Texto: Mazé Rodrigues / Ascom – FRB, Com informações do Instituto Nacional de Câncer
Fotos: Carlos Gonzaga / Artes: Argus Comunicações

Reportar Erro