João Roma busca ampliação de orçamento para vagas nas comunidades terapêuticas

Objetivo é articular com o Congresso a disponibilidade de R$ 330 milhões para atendimento e tratamento de pessoas com dependência química

Publicado em 18/03/2021 - 09:36

Brasília (DF) – Em reunião realizada na última terça-feira (16), o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), manifestou apoio à busca pelos recursos necessários para que a Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred) mantenha e amplie o financiamento de centenas de vagas em comunidades terapêuticas por todo o país. Hoje, a necessidade orçamentária é de R$ 330 milhões.

O Ministério da Cidadania financia atualmente 485 comunidades terapêuticas, que juntas oferecem 10.680 vagas para pessoas com dependência química. Na primeira fase do Edital de Credenciamento nº 17/2019, foram habilitadas 528 entidades, sendo 398 novas e 130 já contratadas que irão ampliar a oferta de vagas, disponibilizando mais 12.142 postos para acolhimento e tratamento de pessoas com dependência química em todo o Brasil. A contratação das entidades selecionadas está condicionada à disponibilidade orçamentária.

“Discutimos o aumento do investimento na política de combate às drogas, um dos dilemas sociais do Brasil. Ampliar o orçamento da Senapred é, também, investir num importante trabalho de resgate e reintegração social dessas pessoas, dando a elas oportunidade de construir um novo destino”, afirmou o ministro João Roma.

Participaram do encontro o presidente da Confederação Nacional das Comunidades Terapêuticas (Confenact), Adalberto Calmon, o presidente da Cruz Azul no Brasil, Rolf Hartmann, o fundador e coordenador das Fazendas da Esperança, frei Hans Stapel Ofm, o frei Rogério Soares, da Ordem das Mercês, a deputada federal Professora Dorinha, da Comissão de Orçamento da Câmara dos Deputados, e o secretário nacional da Senapred, Quirino Cordeiro.

“O ministro João Roma reconhece e apoia o relevante trabalho realizado pelas comunidades terapêuticas no tratamento e na ressocialização de pessoas com dependência química”, destacou Quirino Cordeiro. “Ele está empenhado e não vai medir esforços para garantir o orçamento necessário para o acolhimento e reinserção social das pessoas com problemas decorrentes do uso e abuso de substâncias psicoativas. A reunião foi proveitosa e resultou no planejamento de ações e atividades a serem executadas junto ao Congresso Nacional”, acrescentou.

Texto e foto: Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania
Edição: Agência Republicana de Comunicação –ARCO

 

Reportar Erro
Send this to a friend