Especialista dá dicas de como fazer marketing na pré-campanha

Fernando Vieira deu dicas para uma pré-campanha de sucesso durante a pandemia

Publicado em 29/05/2020 - 00:00

Brasília (DF) – “Marketing na pré-campanha sem sair de casa” foi tema da live promovida nesta quinta-feira (28), pela Agência Republicana de Comunicação (Arco), com o especialista em Marketing Político, Fernando Vieira.

O bate-papo transmitido nas páginas do Republicanos no Instagram e Facebook foi mediado pela jornalista Helen Assumpção, coordenadora da Arco, e contou com a participação de internautas de todo o país.

Como o marketing pode contribuir com a pré-campanha neste momento de pandemia foi a primeira abordagem do especialista.

“Todo processo de campanha eleitoral pode ser dividido em três etapas: primeiro é se tornar conhecido, que é a pré-campanha. E neste momento, você tem a grande oportunidade que é aumentar seu grau de conhecimento, consolidar sua pré-campanha e, depois, a definição do cargo que vai concorrer e quais as vantagens para você se destacar diante dos demais pré-candidatos”, ressaltou Fernando Vieira.

O jeito de fazer campanha mudou e, segundo Fernando, é importante que o pré-candidato entenda como conquistar o voto, que, de acordo com ele, vem de duas maneiras: pela identidade do eleitor por você ou da dependência, seja ela emocional ou econômica.

“As palavras, o gestual, como você se veste. É preciso corresponder com determinada conduta esperada de você. Para uma reunião, por exemplo, você vai melhor trajado. A imagem que você projeta nas pessoas ajuda a gerar sua identidade, que forma o conjunto de valores. Marca vai além do aspecto visual, vem carregada de valores. Sua capacidade de olhar no olho, de se sensibilizar com o próximo, são valores intangíveis. Tome cuidado com a imagem que você está projetando”, orientou o especialista.

Ferramentas

Sobre a utilização da internet, especialmente as redes sociais, Fernando recomendou que o pré-candidato se atenha a dados que podem ser coletados em órgãos como IBGE e o próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE), além de outras plataformas digitais, que permitem saber a quantidade de eleitores de cada região, quantas pessoas estão utilizando a internet, entre outras informações que podem engrandecer sua base de dados.

“Procure ver quanto tempo você leva para ver um vídeo porque, hoje, as pessoas estão habituadas à visualização rápida, e qual a permanência das pessoas na internet, mas você tem que avaliar o que é útil na sua estratégia. Conheça seu público e quem é seu eleitor. O político tem que saber ouvir o eleitor. Assim você é capaz de apresentar propostas que vão ao encontro do dele. Marketing é satisfazer a necessidade do eleitor. Deixe ele falar para que você seja mais assertivo”, disse.

Investimento na pré-campanha

Quanto mais cedo o pré-candidato coloca as posições nas redes e as mantém, mais pessoas vão passar a abraçar a causa. Por isso, Fernando recomenda que o pré-candidato faça com que as pessoas à sua volta vistam a camisa. Ele sugere que os pré-candidatos disponham de uma equipe básica composta por um design e um jornalista, que atuarão no lado visual e na redação de postagens em redes sociais e/ou publicações em sites. Como dica, ele sugere que os pré-candidatos apostem em produção de vídeos.  

Discurso

“Pré-candidato a vereador não precisa ter 10, 15 temáticas, basta ter três bandeiras e sempre procurar aperfeiçoar como vai expô-las ao público. Quanto mais você repete, mais você aprimora seu discurso, que precisa ter introdução, meio e fim. Relata o ambiente, as circunstâncias em que o problema está inserido, depois fale do problema, ausências de soluções, e conclui com a proposta de solução do problema”, ressaltou Fernando Vieira ao aconselhar como deve ser o discurso do pré-candidato.

O que utilizar nas redes sociais

A aposta nas redes sociais para se expor e dialogar com os eleitores deve levar em conta que o pré-candidato precisa ter posicionamento diuturnamente e ser enfático, alerta Fernando.

“Você pode fazer postagem para fortalecer seu posicionamento. Tenha sua opinião e firmeza e posicionamento. O Facebook é aperfeiçoado para escrever texto sobre a postagem. O Instagram é mais de imagem. O Twitter é uma rede importante, muita acessada pela imprensa. Observe que cada rede social tem sua característica”, pontuou.

Ao final da live, o especialista recomendou que os pré-candidato façam agora sua lista de pessoas que deverão estar ao seu lado na campanha. “A dica é encontrar seu sócio-torcedor. Comece a fazer sua lista de convidados, sua família, amigos. Quantos mais pessoas estiverem engajadas em sua campanha, melhor. Escreva nome, telefone e e-mail, e já avisa que é pré-candidato. Seus amigos íntimos, aqueles que frequentam sua casa. Amigos em geral, do trabalho, do dia a dia. Enfim, conhecidos em geral. Quem escolhe a vida pública, todo dia tem que amealhar pessoas para seu lado. Faça seu círculo de relacionamento”, aconselhou Fernando Vieira.

Assista ao vídeo

Por Agência Republicana de Comunicação – ARCO

Reportar Erro