Em audiência pública, Junqueira discute o abuso e a exploração de menores na internet

Segundo dados da SDH, apenas no período de janeiro a junho deste ano o Disque 100 recebeu 9.138 denúncias de violência contra crianças e adolescentes 

Publicado em 15/12/2017 - 00:00

Brasília (DF) – O presidente da Fundação Republicana Brasileira (FRB), Renato Junqueira, participou na quarta-feira (14), na Câmara dos Deputados, de audiência pública que discutiu o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes na internet.

A iniciativa é do deputado federal e presidente da Frente Parlamentar Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, Roberto Alves (PRB-SP). Especialistas em segurança digital, psicólogos e representantes de órgãos de proteção juvenil participaram do debate.

Segundo dados da Secretaria de Direitos Humanos, apenas no período de janeiro a junho deste ano o Disque 100 recebeu 9.138 denúncias de violência contra crianças e adolescentes – 50 casos por dia.

Para a especialista em Neuropsicologia Alessandra Areias, a internet tem pontos positivos e negativos. “As crianças não podem ser envolvidas na internet tão cedo, vemos casos de crianças com perfis próprios na internet e de pais que deixam seus filhos terem contato com vídeos aos dois três anos de idade, isso precisa ser repensado. Essas crianças não têm estrutura para receber isso. As coisas têm de acontecer no tempo certo”, lembrou.

Ana Cristina Santiago, delegada da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente da Polícia Civil do Distrito Federal (DPCA), afirmou que as famílias têm um papel fundamental na proteção das crianças. “A delegacia tem trabalhado para coibir os casos de estupro virtual, mas são os adultos que devem ter responsabilidade pela criança ou adolescente, a autoproteção é exclusiva e primeiramente dos pais”, recomendou.

“As instituições devem atuar em conjunto, compartilhando informações e estratégias. Acima de tudo, a família tem que estar presente nesse contexto”, ressaltou Roberto Alves.

Renato Junqueira destacou o trabalho social que a instituição vem realizando no Distrito Federal e no Entorno. “A FRB tem abraçado essa causa e levado palestras com a temática a princípio para os educadores da rede pública de ensino e depois pretendemos expandir com as palestras para pais e alunos”, afirmou.

Texto: Eulla Carvalho / Ascom – FRB
Fotos: Carlos Gonzaga / Ascom – FRB

 

Reportar Erro