Curo de Lideranças Femininas da FRB atende comunidade surda no DF

Curso de Lideranças Femininas da FRB atende comunidade surda no DF

A 1ª edição do curso foi ministrada pela cientista política e comunicóloga Daniela Rabello, que elencou o empoderamento feminino, inclusão e conceitos históricos do papel da mulher

Publicado em 27/09/2019 - 00:00

Brasília (DF) –Fundação Republicana Brasileira (FRB) promoveu, na última terça-feira (24), na Associação de Pais e Amigos de Deficientes Auditivos do Distrito Federal (Apada-DF), a primeira versão presencial do Curso de Lideranças Femininas para a Comunidade Surda.

A cientista política e comunicóloga Daniela Rabello comandou a formação, que elencou métodos de gestão de tempo, empoderamento feminino, motivação e conceitos históricos do papel da mulher ao longo da história. A palestrante ressaltou a importância da visibilidade das pessoas surdas e gerou debate entre os participantes. O encontro contou com a tradução simultânea dos intérpretes em Libras, Tatiane Elizabeth e Joab Mariano.

O presidente da FRB, Renato Junqueira, abriu a aula reforçando o papel da instituição em formar cidadãos e apresentou os cursos oferecidos gratuitamente pela entidade. “A FRB nasceu para honrar seu compromisso com a sociedade e é por meio de formações como esta que comprovamos às pessoas o quanto podemos fazer a diferença na nossa comunidade com pequenas transformações”, destacou Junqueira.

A estudante Cristiane Santos afirmou que o curso serviu para disseminar assuntos que não são abordados na escola. “Como mulher surda, sei muito bem como é difícil se inserir na sociedade. Então, o que vocês da FRB estão fazendo é muito importante, pois trouxeram a nós um conteúdo completo e diferenciado que nunca tivemos acesso antes”, disse.

A Apada-DF é parceira da Fundação Republicana Brasileira (FRB) e já recebeu duas edições gratuitas do Curso de Política para Surdos.

Texto: Ellen Fernandes / Ascom – FRB
Fotos: Carlos Gonzaga / Ascom – FRB
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

 

Reportar Erro