Terapias alternativas poderão ser incorporadas em Porto Alegre

O tema foi debatido em reunião entre o vereador José Freitas (PRB) e o secretário municipal adjunto de Saúde, Natan Katz

Publicado em 18/07/2019 - 00:00

Porto Alegre (RS) – Na tarde de terça-feira (16), o vereador José Freitas (PRB) participou de uma reunião que discutiu a incorporação de terapias alternativas, tais como acupuntura, fitoterapia, homeopatia, yoga e reiki, entre outros, nos serviços de Saúde da prefeitura da capital gaúcha.

A proposta foi debatida com o secretário municipal adjunto de Saúde, Natan Katz, e representantes do Hospital Divina Providência, o diretor de Propósito de Desenvolvimento da Rede, Mario Abílio Jaeger Neto e a coordenadora de Projetos Sociais, Daiane Benites.

Uma alternativa, de acordo com Katz, será a criação de um projeto mais isolado, para a incorporação de algumas práticas para o tratamento exclusivo de dor crônica, serviço com alta demanda em Porto Alegre, onde os pacientes têm problema de saúde, mas não necessitam de cirurgia. Com isso, será produzido um modelo de projeto, que será debatido em novo encontro.

“Meu objetivo é complementar os serviços de saúde disponíveis à população, complementando os tratamentos hoje existentes. Não se trata de descartar a medicina tradicional, mas sim, incluir práticas alternativas reconhecidas pelo Ministério da Saúde”, explicou José Freitas, que também é vice-presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara de Vereadores.

Texto e foto: Graziele Corrêa / Ascom – vereador José Freitas

Reportar Erro