Quebrando o silêncio: salve a vida de uma criança!

Artigo escrito por Rogéria Santos, vereadora de Salvador (PRB-BA)

Publicado em 23/01/2019 - 00:00

A semana começou mais triste com a notícia de que uma menina de 2 anos foi morta no domingo (20), no bairro de Vila Canária. O acusado das agressões e do abuso sexual é o padrasto da criança.

Nossas meninas (crianças e adolescentes) são as mais vulneráveis a todos os tipos de violência, em especial os abusos sexuais. Estudos da Unicef e da Plan International apontam claramente essa vulnerabilidade das meninas em Salvador.

Nosso mandato tem sido pautado nas principais demandas dos soteropolitanos, e não é à toa que tenho dedicado esforços, diários, com ações que venham a proteger nossas meninas. Projetos de lei, de indicação, intervenções estruturais nas comunidades, incentivo a manter a criança na escola, e projetos sociais são pontos que daremos continuidade em 2019 para proteger as meninas, a qualquer custo.

No caso específico do crime do bairro de Vila Canária, uma denúncia poderia ter salvado a vida da pequena Sofia, já que vizinhos e parentes da mãe relatam que o suspeito já havia agredido a criança outras vezes.

De um lado, vamos propor políticas públicas, mas do outro, precisamos denunciar! O medo ainda é uma grande barreira na violência contra a mulher ou contra crianças. E, na maioria dos casos, o agressor está na própria família. Por isso, nosso chamamento hoje é: Vamos romper o silêncio, e salvar a vida de uma criança!

*Rogéria Santos é vereadora de Salvador (PRB Bahia)

Reportar Erro