Projeto institui campanha de combate ao suicídio em Piracicaba

Projeto inclui campanha “Acolha a Vida” no calendário de Piracicaba

Vereador Paulo Henrique (PRB) quer que campanha de combate ao suicídio, lançada pelo governo federal, seja instituída no calendário de eventos da cidade

Publicado em 19/07/2019 - 00:00

Piracicaba (SP) – A Campanha “Acolha a Vida”, lançada pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, com iniciativa da Secretaria Nacional da Família, que faz parte das ‘Metas Nacionais Prioritárias’ do Governo Federal, ganhou repercussão em Piracicaba, conforme iniciativa do vereador Paulo Henrique (PRB), em projeto de lei protocolado na Câmara, na segunda-feira (15), na defesa da inclusão da iniciativa no calendário oficial do município.

A campanha tem como objetivo conscientizar e disseminar as informações à população através de procedimentos informatizados, educativos e organizativos, visando a prevenção da autolesão e do suicídio. Pelo projeto, a campanha será realizada anualmente no mês de setembro.

Dentro deste conceito de conscientização e orientação dos perigos, o apelo é que as autoridades policiais e civis, o ministério público, os conselhos tutelares, a secretaria de Saúde e de Educação e a população em geral participem de palestras e sessões solenes, visando o amplo debate destas questões.

Estima-se que no Brasil, uma pessoa vem a óbito a cada 45 minutos, por suicídio, sendo que a autolesão, sem intenção suicida entre adolescentes é elevada, tanto na população em geral, quanto entre pessoas que sofrem com problemas psiquiátricos.

“Apesar de não se tratar de um fenômeno recente, há demanda quanto à compreensão dos fatores de risco e ao desenvolvimento de programas contínuos e intersetoriais de intervenção”, defende o parlamentar no teor do projeto, que deve ser incluído na pauta da ordem do dia, após o recesso do mês de julho e depois de passar pelas análises das comissões internas da Casa de Leis.

Texto e foto: Ascom – Câmara Municipal de Piracicaba
Edição: Agência PRB Nacional

Reportar Erro