Prefeito Eduardo Rabelo faz ajustes e paga 13º dos funcionários da prefeitura

A crise financeira obrigou o município a tomar medidas de contenção de despesas, um delas foi o de corte de 10% no salário do próprio prefeito, vice-prefeito e secretários

Publicado em 06/01/2019 - 00:00

Francisco Dumont (MG) – Mesmo em meio a crise financeira do estado que impacta diretamente as prefeituras mineiras, o prefeito Eduardo Rabelo (PRB) organizou as contas e anunciou o pagamento da segunda parcela do 13º salário dos servidores públicos municipais.

A crise financeira obrigou o município a tomar medidas de contenção de despesas, um delas foi o de corte de 10% no salário do próprio prefeito, vice-prefeito e secretários. “A situação está muito grave e foi necessário um trabalho muito grande para preservar o salário dos servidores e o pagamento do 13º, que parcelamos em duas vezes, a primeira em julho e a segunda em dezembro, com exceção do Fundeb que recebe a primeira parcela em dezembro e a segunda em janeiro. Os nossos esforços é para que, mesmo diante da crise, os trabalhadores não sejam penalizados”, afirmou Rabelo.

O planejamento executado pela prefeitura permitiu que a segunda parcela do 13º dos funcionários fosse depositada no último dia 28 de dezembro. A crise econômica do país tem refletido diretamente nas administrações municipais. Segundo levantamento da Associação Mineira de Municípios (AMM), 50% das cidades do estado não tem recursos para arcar com o benefício do 13º salário aos servidores.

Texto e fotos: Ascom – Prefeitura de Francisco Dumont
Edição: Agência PRB Nacional

Reportar Erro