Patriciana Guimarães é contra aumento de passagem de ônibus em Macapá

Republicana se mostrou a favor da população e destacou que a Lei Orgânica do município de Macapá deve ser respeitada e cumprida

Publicado em 23/08/2019 - 00:00

Macapá (AP) – A 3ª Vara Cível e de Fazenda Pública da cidade de Macapá atendeu a solicitação do Sindicato das Empresas e concedeu aumento da tarifa de ônibus da capital de R$ 3,25 para R$ 3,50. Contudo, na quinta-feira (22) , o presidente da União dos Estudantes Secundaristas do Amapá (Uecsa), Bruno Santos, usou a tribuna da Câmara para repudiar o aumento. “Estou aqui hoje para falar deste acréscimo abusivo que afeta diretamente a população. Por outro lado, estou aqui também para falar sobre o aumento que pela terceira vez é cedida judicialmente, quando na verdade cabe a esta Casa de leis. Então eu peço que os senhores possam usar das condições parlamentares para reverter essa situação”, disse o presidente.

A vereadora Patriciana Guimarães (Republicanos) se mostrou a favor da população e destacou que a Lei Orgânica do município de Macapá deve ser respeitada e cumprida. “Eu fico impressionada pois quando é para prejudicar a população esta lei serve e quando é para beneficiar passam por cima. Se por outro lado a população tivesse transporte dignos até levaríamos em consideração, mais os nossos coletivos falam por si só”, criticou a parlamentar.

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transportes do Amapá (Setap), a frota da capital conta com 189 veículos que transporta cerca de 105 mil passageiros por dia, divididos em 36 linhas e mais de 1,3 mil viagens diárias.

Texto e foto: Ascom – vereadora Patriciana Guimarães
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Reportar Erro