Manoel Neves destaca campanha de conscientização no trânsito “Maio Amarelo”

Lei garante atendimento humanizado aos alunos com dislexia em Boa Vista

Programa teve início em 2009, fruto de um projeto do vereador Manoel Neves (Republicanos)

Publicado em 18/09/2019 - 00:00

Boa Vista (RR) – Muita atenção e dedicação. É disso que uma criança diagnosticada com dislexia precisa para garantir o menor impacto na vida escolar, social e familiar. E foi pensando nisso que desde 2009 existe, em Boa Vista, o Programa de Atendimento Integral e Humanizado aos alunos portadores de dislexia (Paad).

O programa surgiu a partir do projeto da lei n° 1.215/2009, de autoria do vereador Manoel Neves (Republicanos). Ele explica que o programa garante a detecção precoce e o acompanhamento dos estudantes com dislexia, matriculados nas primeiras séries do ensino fundamental da rede municipal de educação.

“O Paad é de caráter preventivo e também deve promover o tratamento do aluno disléxico, bem como propiciar atendimento no sistema municipal de saúde a essas crianças, com acompanhamento clínico e medicação”, conta o parlamentar.

Além disso, um outro componente nesse processo precisa de atenção e o programa municipal prevê a capacitação permanente dos educadores que podem identificar os sinais da doença e de outros distúrbios nos estudantes. Para ele, a iniciativa tem como objetivo principal auxiliar os pais que, muitas vezes, não conseguem identificar os sintomas.

A atuação inicial do professor é fundamental para diagnosticar a disfunção na criança. A partir daí os pais que desejarem podem cadastrar o filho para receber o atendimento de psicólogos, fonoaudiólogos e pedagogos. “Assim, a criança pode desenvolver-se melhor. Ter esse acompanhamento é o primeiro passo para que o problema não reflita na fase adulta”, observa Manoel Neves.

A dislexia na fase pré-escolar inclui dispersão; fraco desenvolvimento da atenção e da coordenação motora; atraso no desenvolvimento da fala e da linguagem; dificuldade com quebra-cabeças, em aprender rimas e canções; em copiar de livros e da lousa; falta de interesse por livros impressos; problemas de conduta como depressão e timidez excessiva.

Texto e foto: Ascom – vereador Manoel Neves
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Reportar Erro