Ireuda Silva elogia projeto ‘Marias na Construção’ em Salvador

Ireuda Silva elogia projeto ‘Marias na Construção’ em Salvador

“Ferramenta de empoderamento e transformação”, disse Ireuda em cerimônia para entrega de certificados das turmas do programa que capacita mulheres para a construção civil

Publicado em 11/12/2019 - 00:00

Salvador (BA) – A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher na Câmara de Salvador, vereadora Ireuda Silva (Republicanos), participou, na segunda-feira (9), da cerimônia de certificação das turmas do projeto piloto do programa “Marias na Construção”.

A iniciativa é da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), comandada pela vereadora licenciada Rogéria Santos (Republicanos), em parceria com o Senai-BA, oferecendo cursos livres, ferramentas de empoderamento e oportunidades de transformação.

“É um projeto brilhante, que capacita e empodera várias mulheres de uma cidade com altos índices de desemprego e desigualdade de gênero. Sabemos que, por uma série de condições e problemas históricos, as mulheres ainda são uma parcela que sofre para se inserir no mercado de trabalho. Além disso, um dos principais triunfos do ‘Marias da Construção’ é aproximar e oficializar a mulher em uma profissão que, no imaginário coletivo, é associada ao homem. Ações como essa são fundamentais para promovermos uma mudança cultural efetiva e combatermos o machismo”, elogiou Ireuda.

De acordo com o site oficial, o “Marias na Construção” é um projeto piloto da Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial da Bahia (Senai Bahia) e tem o objetivo de promover ações de aperfeiçoamento, qualificação e colocação profissional, por meio de cursos livres e gratuitos na área da construção civil, voltados, exclusivamente, para mulheres. O nome homenageia a primeira mestre de obras da Bahia, Maria do Amparo Xavier. O evento também contou com a participação do vice-prefeito Bruno Reis.

Texto e foto: Ascom – vereadora Ireuda Silva
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

 

Reportar Erro