Crivella vistoria ação do programa “Cuidar da Cidade” no Leblon

A meta do mutirão de zeladoria é atender no bairro a 392 chamados abertos pelos cidadãos por meio da Central 1746, numa extensão de 51 ruas

Publicado em 31/01/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito Marcelo Crivella (PRB) vistoriou nesta quinta-feira (31) as ações do programa “Cuidar da Cidade” no Leblon, na Zona Sul. A meta do mutirão de zeladoria é atender no bairro a 392 chamados abertos pelos cidadãos por meio da Central 1746, numa extensão de 51 ruas. O Cuidar da Cidade estabelece um calendário de ações que envolve diversos órgãos municipais, entre eles a Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente (Seconserma), Comlurb, Rio Águas, Cet-Rio, Rioluz e Fundação Parques e Jardins. São realizados serviços como tapa-buraco, reparos na iluminação pública, reforço de pintura e sinalização de trânsito, troca de lâmpadas queimadas, drenagens de bueiros e caixas de ralo, poda e plantio de árvores e capina. Crivella andou pelas ruas, conversou com moradores e ouviu pedidos.

“Na Ataulfo de Paiva, vamos trocar todas as luminárias desde o canal (da Rua Visconde de Albuquerque) até o Jardim de Alah. Isso vai dar segurança, com luminosidade muito maior do que temos hoje. A poda de árvores no Leblon também é um grande problema, mas a partir de hoje, até o final da nossa operação, que vai durar três dias, vamos cortar mais de mil árvores. Colocando as luminárias, podando as árvores e cuidando também das calçadas, o Leblon vai ficar muito melhor”, afirmou Crivella.

A psicóloga Tatiana Polo Ramos Rocha, de 40 anos, gostou de saber que a Praça Antero de Quental terá mais iluminação. “Importante esse trabalho para revitalizar a praça. A troca de iluminação é importante para a segurança, porque aqui, à noite, é perigoso”, comentou.

O porteiro Francisco de Araújo, de 45 anos, contou que a poda de árvores nas ruas do bairro era muito necessária: “As árvores estavam entrando nos apartamentos. O serviço hoje é um bom sinal de que a Prefeitura está na rua trabalhando”, afirmou.

Criado pelo prefeito Crivella e desenvolvido pela Secretaria Municipal da Casa Civil, em conjunto com o Centro de Operações Rio (COR) e a Central 1746, o Cuidar da Cidade começou há três semanas. Visitou três bairros, antes do Leblon: Rocha Miranda, na Zona Norte; e Santa Cruz e Vila Valqueire, na Zona Oeste. No total, foram atendidas 817 solicitações feitas por intermédio do 1746 nessas localidades.

Texto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro
Foto: Edvaldo Reis

Reportar Erro