Crivella reabre UPA de Costa Barros

Com capacidade para 9 mil atendimentos por mês, unidade recebeu obras de recuperação estrutural

Publicado em 02/01/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito Marcelo Crivella (PRB) reabriu nesta quarta-feira (2), a UPA de Costa Barros, na Zona Norte, que recebeu obras emergenciais de recuperação estrutural. Entre as melhorias, houve substituição do piso de madeira por concreto, revisão das estruturas elétrica e hidráulica, além de reforço do telhado. O investimento foi de R$ 2,4 milhões. A unidade tem capacidade para atender até 9 mil pessoas por mês, oferecendo serviços de atendimento médico e odontológico de urgência e emergência.

“Trabalhamos dia e noite aqui, como fizemos no CER da Barra da Tijuca. O pessoal da Riourbe foi incansável, assim como a prefeitura, para que a gente pudesse entregar esse equipamento para as pessoas. Eu peço que ele seja bem usado, que as pessoas que vierem aqui tenham todo cuidado porque isso aqui pertence a elas. Sobretudo, também aqueles que aqui estão envolvidos com o problema da violência. Que respeitem esse santuário. É uma área sagrada, que vai salvar tanto o ferido que está no crime quanto o policial que foi baleado. Portanto, esse espaço precisa ser de paz e de cidadania”, disse o prefeito.

A UPA, com 1.300 metros quadrados, possui 19 leitos, sendo nove de observação adulta, quatro de observação infantil, quatro de emergência e dois de observação individual. A unidade está integrada à rede municipal de saúde por meio da Central Municipal de Regulação.

Para o atendimento à população, a estrutura da unidade conta com dez consultórios, sendo seis de atendimento médico, um odontológico, dois de classificação de risco e um de atendimento social. Também fazem parte da estrutura, uma sala de reanimação e emergência, além de salas de imobilização e de sutura, laboratório de análises clínicas, raios-x; eletrocardiograma, salas de procedimentos e de higienização, farmácia, central de esterilização, almoxarifado e coleta de sangue.

Em 2017, a unidade atendeu, em média, 5.500 pacientes por mês. A maioria do público atendido mora nos bairros de Costa Barros, Marechal Hermes, Irajá, Ricardo de Albuquerque, Coelho Neto, Cavalcante, Acari, Guadalupe e Madureira.

Texto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro
Fotos: Richard Santos

 

Reportar Erro