Crivella e prefeito de Miami assinam protocolo de cooperação

Acordos contemplam diversas áreas, incluindo turismo, segurança, transparência e desenvolvimento sustentável

Publicado em 15/08/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – Os prefeitos do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), e de Miami, Francis Xavier Suarez, assinaram nesta quarta-feira (14), no Palácio da Cidade, dois protocolos de cooperação para estabelecer as bases e condições de atividades conjuntas, fortalecendo e consolidando a relação entre as duas cidades. Um dos acordos prevê a realização de ações que desenvolvam o turismo. O outro abrange diversas áreas, incluindo planejamento urbano, cidades inteligentes, transparência pública e desenvolvimento sustentável.

“Miami e Rio de Janeiro serão, a partir de agora, cidades irmãs, tendo em vista as grandes características que temos em comum. Vamos caminhar juntos para que esses acordos se tornem realidade”, afirmou Crivella, logo após a assinatura dos protocolos. “Esses acordos permitirão a adoção de iniciativas concretas que envolvam a colaboração nos setores de mobilidade urbana, segurança pública, tecnologia, inovação, turismo de negócios, gastronômico, cultura, entre outras esferas”, afirmou o prefeito.

O prefeito Francis Suarez ressaltou que o Rio e o Brasil são parceiros estratégicos para Miami. “Recebemos 500 mil visitantes por ano do Brasil, um milhão em toda a Flórida, e temos 300 mil brasileiros vivendo em nosso estado. É imperativo que criemos conexões mais próximas. Temos muitas coisas em comum com o Rio, particularmente o litoral, os eventos climáticos que impactam nossa vida”, disse Suarez, um dos integrantes da comissão global criada pelas Nações Unidas que em setembro apresentará seu relatório com propostas para enfrentar os problemas causados pelas mudanças climáticas, como a escassez de alimentos. “Quero colaborar muito nos itens citados pelo prefeito do Rio, mas com ênfase particular no meu trabalho na Comissão Global de Adaptação ao Clima”, completou.

O protocolo dedicado ao turismo assinado nesta quarta-feira ressalta que a cidade do Rio e Miami compartilham muitas áreas de interesse comum e afinidades culturais, além de terem pela frente desafios para inovar. O acordo prevê que serão planejados eventos turísticos e elaboradas políticas para diversos setores:

· Cultura
· Gastronomia
· Audiovisual
· Artes
· Música
· Negócios, Economia e Comércio
· Inovação e Tecnologia

No outro documento, os dois prefeitos “declaram sua intenção em estabelecer uma relação cooperativa, de acordo com leis e regulamento prevalecentes de cada país, nas seguintes áreas”:

· Planejamento Urbano e Segurança Pública
· Promoção de Negócios e Turismo
· Desenvolvimento Sustentável e Resiliência, em particular os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável apresentados pela ONU
· Cidades Inteligentes, Tecnologia, Inovação, Startups e Inclusão Digital
· Administração Pública, Participação e Mecanismos de Transparência Administrativa
· Mobilidade Urbana e Gestão de Modais de Transporte de Alta Capacidade
· Políticas Municipais de Assistência Básica, Saúde e Inclusão Social
· Políticas de Promoção da Economia Criativa

Os protocolos preveem a assinatura de acordos técnicos que detalharão os programas, projetos, planos de trabalho e atividades a serem desenvolvidos. Também frisam que as ações conjuntas serão financiadas “com os recursos alocados nos respectivos orçamentos” parcerias público-privadas e financiamentos obtidos de entidades multilaterais, entre outras fontes.

Em seu discurso, durante a solenidade de assinatura dos protocolos, Crivella lembrou que “Miami é um dos principais pontos de conexão entre o Brasil, a América Latina e os Estados Unidos”. Frisou ainda que a visita do prefeito da cidade norte-americana demonstra seu interesse em parcerias que levem ao “desenvolvimento dos setores comercial, financeiro, turístico e, em especial, no âmbito da inovação e sustentabilidade”.

Crivella citou dois eventos programados para o Rio no próximo ano – o Riotech Summit (conferência global com a participação de incubadoras e aceleradoras de startups) e o Congresso Mundial de Arquitetos. Lembrou ainda que o Rio, no próximo ano, será a primeira Capital Mundial de Arquitetura, título conferido pela Unesco. Crivella pediu ao prefeito de Miami que ajude a divulgar os dois eventos nos Estados Unidos. “Ele prometeu ajudar. São momentos importantes que Miami e Rio de Janeiro podem se completar”, afirmou Crivella.

Texto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro
Foto: Edvaldo Reis

Reportar Erro