Crivella dá posse a integrantes do novo Conselho Municipal de Turismo

Objetivo é desenvolver políticas públicas para alavancar o setor na cidade do Rio de Janeiro

Publicado em 20/08/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) deu posse na manhã de segunda-feira (19), no Palácio da Cidade, aos integrantes do novo Conselho Municipal de Turismo. Criado pelo decreto municipal 46.241, no último dia 18 de julho, o conselho tem por objetivo desenvolver políticas públicas para o setor e, com isso, alavancar o turismo na cidade e no estado, por meio de projetos integrados que vão auxiliar na geração de negócios, emprego e renda.

“O conselho certamente nos dará diretrizes, nos indicará onde podemos agir para incentivar cada vez mais o turismo no Rio de Janeiro. Somos o Rio de Janeiro de encantos mil, a cidade mais linda do Brasil”, disse o prefeito.

Ao todo, 38 entidades, entre públicas e privadas, fazem parte do conselho, que será presidido pelo secretário municipal de Turismo, Paulo Jobim. Entre os desafios do novo conselho, está o de tornar ainda mais expressivos os números do setor na cidade. Dados da ABIH-RJ mostram que, no comparativo 2018-2019, houve crescimento na ocupação hoteleira no estado no primeiro trimestre. A média em 2018 fechou em 57,98% e em 2018, 76,12%.

“O papel, a missão deste conselho é construir políticas públicas na área de turismo de longo e médio prazo, de olho no futuro mas com os pés no chão. Desenvolver um plano estratégico com metas e ações. Atender a necessidade de superar obstáculos que restringem o potencial turístico. Precisamos nos reunir e pensar juntos”, disse Paulo Jobim.

Um caminho que já começou a ser percorrido. O Rio de Janeiro se destaca como a primeira Capital Mundial da Arquitetura, título inédito concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e pela União Internacional dos Arquitetos (UIA). Ao longo de todo o ano de 2020, a cidade sediará uma série de eventos entre eles o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, o Fórum Mundial de Cidades, exposições e concursos públicos.

“É um reconhecimento à diversidade do patrimônio arquitetônico da cidade que atravessa cinco séculos. Que espetáculo é o Rio de Janeiro! Que orgulho de viver aqui”, afirmou Paulo Jobim.

Com o tema “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21” e expectativa de público de 20 mil profissionais da área, o congresso vai transformar o Rio no epicentro do debate sobre o futuro das cidades do mundo. Promovido pela UIA e com a organização do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), o evento convida especialistas e entusiastas de metrópoles mais dinâmicas, justas e sustentáveis a debater, entre os dias 19 e 23 de julho de 2020, soluções para os desafios urbanos.

Para aquecer ainda mais esse mercado, o Rio está buscando aumentar sua oferta de lazer. Já em novembro, o Porto Maravilha ganha uma nova atração turística, a Roda Gigante do Rio. Além de gerar 70 empregos diretos, o empreendimento deverá movimentar ainda mais a região, proporcionado grande impacto econômico, com abertura de novos negócios. Com 90 metros de altura, ela terá vista para vários outros pontos turísticos da cidade. A estimativa é que a nova atração turística da cidade atraia 20 mil pessoas por dia.

Durante seu discurso no evento, o prefeito defendeu a instalação de cassinos na cidade como forma de atrair emprego e renda. Uma maneira de incentivar ainda mais o turismo no Rio. Ele ressaltou também os grandes investimentos que vêm sendo feitos nas áreas de manutenção e segurança.

1,3 milhão de turistas chegaram ao país pelo Rio

Segundo dados do Ministério do Turismo (Mtur), em 2018, o Brasil recebeu mais de seis milhões de turistas internacionais, dos quais cerca de 1,3 milhão chegaram pelo Rio de Janeiro. A principal motivação para visitas ao país, segundo o estudo do MTur, é o lazer, que alcança 58,8% do total. Negócios e eventos ficam com 15,6% e outros motivos, 25,6%.

Considerando a categoria Lazer (Sol & Praia, Ecoturismo, Cultural, Esportes), a cidade do Rio de Janeiro se destaca como o destino mais visitado. Na categoria “Sol & Praia”, a capital fluminense ficou, em 2017, em 1º lugar do país, abocanhando 22,9% de todos os visitantes. Já em “Ecoturismo”, alcançou 32,5%, também em primeiro lugar. No turismo cultural, o Rio mantém a dianteira, alcançado seu melhor resultado, 50,2%.

Os grandes eventos da agenda cultural da cidade, como Réveillon e Carnaval, já mostram a força do turismo no Rio. No último Réveillon, a cidade recebeu 2,8 milhões de turistas, sendo 155 mil estrangeiros e 1.245 mil nacionais.

No Carnaval de 2019, 1,62 milhão de turistas visitaram a cidade, o que representa um crescimento de 8% em relação à folia em 2018, quando o Rio contou com a presença de 1,5 milhão de turistas. A ocupação hoteleira, segundo a ABIH, foi de 90,6 %, um aumento de 3,6% em relação ao evento de 2018. A movimentação da economia no Carnaval gerou receita de R$ 3,78 bilhões para o Rio, um crescimento de 26% se comparado a 2018, quando o valor foi de R$ 3 bilhões.

Cerca de 150 pessoas participaram do evento desta segunda-feira, entre elas o secretário estadual de Turismo, Otávio Leite, o vereador e presidente da Comissão de Turismo da Câmara de Vereadores, Marcelo Siciliano, e o deputado estadual e presidente da Comissão do Turismo da Assembleia Legislativa, Welberth Rezende. A cerimônia contou ainda com a apresentação da Orquestra Juvenil Carioca, que na abertura tocou o Hino Nacional.

Veja a seguir a lista de participantes do novo Conselho Municipal de Turismo do Rio

– ABAV RJ – Associação Brasileira de Agencias de Viagens
– ABEOC RJ – Associação Brasileira de Empresas de Eventos
– ABIH RJ – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis
– Associação Comercial do Rio de Janeiro
– ABOTTC – Associação Brasileira de Operadores de Trens Turísticos e Culturais
– Abrasel RJ – Associação Brasileira de Bares Restaurantes
– Apresenta Rio – Associação dos Promotores de Eventos do Setor de Entretenimento e Afins
– ABBTUR- Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais de Turismo
– Associação Brasileira de Jornalista de Turismo-Secção RJ
– Bito – Associação Brasileira de Turismo Receptivo Internacional
– BPTUR – Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas
– Deat – Delegacia de Apoio ao Turista
– FBHA – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação
– Fecomércio – Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro
– Senac – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial
– Sesc – Serviço Social do Comércio
– Rio Convention & Visitors Bureau
– Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas / RJ
– SINDHotéis – Sindicato dos Hotéis do Município do Rio de Janeiro
– SindRio – Sindicato de Hotéis Bares Restaurantes
– Comissão de Turismo da Câmara Municipal da Cidade do Rio de Janeiro
– Setur – Secretaria de Turismo de Estado RJ
– Funarte
– Secretaria Especial de Turismo – Setur (Município)
– Secretaria Municipal de Meio Ambiente
– Subsecretaria Municipal de Esporte
– Secretaria Municipal de Ordem Pública
– Secretaria Municipal de Cultura
– Secretaria Municipal de Fazenda
– Guarda Municipal do Rio de Janeiro
– Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (Riotur)
– Rio Eventos Especiais
– Coordenadoria Geral de Relações Internacionais, do Gabinete do Prefeito
– Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos
– Agência de Fomento do Município do Rio de Janeiro (Fomenta Rio)
– Subsecretaria do Legado Olímpico
– Instituto Municipal Pereira Passos
– Secretaria Municipal de Transportes

Texto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro
Foto: Edvaldo Reis

Reportar Erro