Crivella autoriza construção de nova sede social e shopping no terreno do America

Prefeito do Rio de Janeiro assinou decreto que autoriza a demolição do prédio atual e a construção da nova sede social e de um shopping no terreno do America Football Club

Publicado em 17/01/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito Marcelo Crivella (PRB) assinou, nesta quarta-feira (16), o decreto que autoriza a demolição do prédio atual e a construção da nova sede social e de um shopping no terreno do America Football Club, na Rua Campos Sales 118, Tijuca, Zona Norte da cidade. Com investimento estimado em torno de R$ 300 milhões, a liberação da obra foi comemorada pela torcida e pela diretoria da agremiação esportiva, popularmente conhecida como o segundo clube de coração de cada carioca.

Para permitir a demolição da antiga sede e dar início à nova construção, que vai gerar cerca de 3.500 empregos diretos e indiretos, Crivella revogou três decretos, entre eles um de 2010, que tombava o prédio do America.

“Hoje estamos tomando uma decisão muito importante. O clube do America não vai deixar de existir. Ele vai ter a sua sede no último andar. O bairro vai receber um investimento de centenas de milhões de reais. Vai atender à população, a todos os bairros adjacentes, vai melhorar a segurança, iluminação, nível de emprego e a renda. Isso tudo graças ao esforço da diretoria do clube, da Prefeitura e diversos companheiros. Quero agradecer também ao Instituto de Patrimônio Histórico do Rio de Janeiro, que entendeu que é importantíssimo que essa sede do America dê lugar a um shopping moderno. Todos os imóveis ao redor vão se valorizar. É um momento bonito, que devemos festejar e celebrar. O começo de 2019 marca um novo momento no Rio de Janeiro, que atravessou uma crise tremenda, talvez a maior da sua História”, disse o prefeito.

Em até 30 dias o clube deverá instalar os tapumes ao redor do terreno para fazer a demolição. A previsão é que as novas instalações sejam inauguradas dentro de 24 meses, a contar do início das obras. Depois de pronto, o novo complexo contará com dezenas de lojas, além de seis salas de cinema. A previsão é que tudo seja entregue ao público no fim de 2020.

De acordo com o America, esta será a primeira sede ecológica do Brasil, planejada para uso racional e reaproveitamento de água e geração de energia solar. Além disso, terá plano de coleta seletiva de resíduos. O projeto prevê ainda atenção à prevenção de acidentes com crianças e idosos, com moderno sistema de controle de acesso.

Também estão previstos parque aquático, banheiros e vestiários, salão nobre, departamento histórico, loja para a venda de produtos licenciados e ingressos para eventos, quadras esportivas, salas de jogos, salas de treinamento, departamento médico, recreação infantil e salas com vídeos e computadores.

Jorginho, lateral tetracampeão do mundo, em 1994, teve passagens marcantes pelo America como jogador e também como treinador. Muito identificado com o time vermelho e branco, o ídolo esteve presente à cerimônia e comemorou esse novo capítulo na história do clube.

“Fico feliz por esse desfecho, e torço para que o America entre numa nova fase. É tudo que o clube precisa: estrutura e uma gestão a longo prazo com possibilidade de receitas. Ter o shopping junto com a sede vai facilitar muito ao America. Somos muito gratos ao prefeito Marcelo Crivella pelo carinho, pela atenção que não é simples. São tantas coisas que ele tem que atender, mas essa é uma coisa importante para um clube muito tradicional do futebol brasileiro e que se encontra na situação que está. Ele pode estar marcando aqui uma nova era para o America e espero que seja assim mesmo”, disse o treinador.

Torcedora-símbolo do America, Tia Ruth participou da assinatura do decreto e fez uma declaração apaixonada. “Quero agradecer a todos os envolvidos. Quero que saibam que a Tia Ruth não ama só o America. Eu amo todos vocês. Muito obrigado”, disse a torcedora de 93 anos, que é conhecida por distribuir flores antes dos jogos do seu time de coração.

As premissas do projeto

A Lei Complementar nº 169, de 4 de abril de 2017, sancionada por Crivella, define condições específicas para revitalização, manutenção e modernização das instalações sociais e esportivas do clube. Segundo o clube, o projeto da nova sede e do shopping do America prevê, entre outras questões, atendimento às exigências da lei municipal sancionada, com relação às alturas máximas da edificação e do clube na cobertura, segmentação do volume, transparências nas fachadas e afastamentos; atendimento aos parâmetros de ocupação apresentados pelo clube; área construída mínima, para o complexo esportivo, de 10.000m²; atenção aos escapes do ginásio poliesportivo, do salão nobre do clube e dos cinemas, locais de maior concentração de público; sustentabilidade e eficiência enérgica e redução dos impactos viários.

Sobre o decreto de destombamento

Em sua decisão, o prefeito Marcelo Crivella considerou, entre outros motivos, a ausência de tramitação da proposta pelo órgão de proteção do patrimônio cultural, a falta de registro no Livro Tombo e a inexistência de processo administrativo avaliando os fundamentos para o tombamento da sede.

Para fazer o destombamento foram revogados três decretos: nº 31.890, de 9 de fevereiro de 2010, que determinava o tombamento do imóvel da Rua Campos Sales; nº 35.939, de 16 de julho de 2012, que determinava o tombamento definitivo da sede do America, e o decreto nº 35.941, de 16 de julho de 2012, que declarava o imóvel como sendo de utilidade pública, para fins de desapropriação.

Texto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro
Fotos: Edvaldo Reis

Reportar Erro