Crivella anuncia fim da intervenção no BRT

Pelo acordo, os empresários terão que formar uma sociedade específica para gerir o BRT

Publicado em 31/07/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito Marcelo Crivella (PRB) anunciou na segunda-feira (29), cláusulas do acordo que põe fim à intervenção da administração municipal no BRT. Os detalhes da volta do sistema à administração das empresas foram acertados em reunião no Palácio da Cidade entre técnicos da prefeitura, secretários municipais e representantes dos empresários.

Pelo acordo, os empresários terão que formar uma sociedade específica para gerir o BRT. Eles também se comprometeram a fazer as seguintes melhorias no sistema:

* reabrir as estações da Avenida Cesário Melo;
* investir R$ 6 milhões por ano na segurança/policiamento do sistema;
* investir R$ 18 milhões por ano na reforma das estações;
* recuperar 90 ônibus que estão fora de operação;
* adquirir 150 novos ônibus

Crivella também anunciou que o consórcio do BRT vai contratar uma empresa de auditoria internacional para verificar a demanda de passageiros do corredor Transbrasil. Com o resultado dessa auditoria, o consórcio poderá aumentar o número de ônibus do corredor expresso de ônibus articulado que deve entrar em operação até o final do ano.

“Queria agradecer também ao interventor (Luiz Alfredo Salomão), que durante seis meses lutou para que a gente pudesse chegar a esse entendimento. Tenho certeza que a população do Rio de Janeiro será beneficiada, e peço a Deus e a todos que nos ajudem”, disse o prefeito.

Texto e foto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro

Reportar Erro