Combate ao abuso sexual infantil poderá ser incluído em livros escolares

Combate ao abuso sexual infantil poderá ser incluído em livros escolares

Para Rogério Santos, autor da proposta, ao colocar no material escolar a informação que o abuso sexual é crime, o projeto pode ajudar a proteger os estudantes e erradicar a impunidade

Publicado em 12/10/2019 - 00:00

Palmas (TO) – Tramita na Câmara Municipal de Palmas projeto de lei do vereador Rogério Santos (Republicanos) que determina a inclusão nos livros e cadernos da rede pública de ensino municipal, mensagens para combater o consumo de drogas e incentivar a denúncia contra o abuso e exploração sexual infantil.

Deve ser incluso, por exemplo, números de telefones de órgãos governamentais que trabalham em defesa da criança e do adolescente e no combate a violência infantil.

No Brasil, foram registradas mais de 17 mil denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes através do Disque 100. Os dados são do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, revelados em 2018.

Em relação às drogas, uma pesquisa feita pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) revelou que aproximadamente 1,4 milhão de pessoas, entre 12 e 65 anos, disseram ter usado crack e drogas, alguma vez na vida.

“Infelizmente, as crianças e os jovens estão tendo acesso fácil às drogas. O combate, exige um esforço de todos: os pais, os educadores e os amigos. Eles precisam conversar, discutir e alertar os jovens sobre o perigo de usar substâncias ilícitas. A escola tem o dever de trabalhar nesse combate”, analisa Rogério.

O vereador reforça também, a importância de alertar as crianças e os adolescentes, que o abuso ou exploração sexual é crime e deve ser denunciado. “Na maioria dos casos, o agressor, faz parte da família da vítima. E ela geralmente é ameaçada. Oferecer a criança abusada informação, apoio emocional, psicológico, para denunciar é fundamental. Uma mensagem no livro escolar pode estimular a denúncia”, entende Rogério.

Texto: Marisol Almofrey /Ascom – vereador Rogério Santos
Foto: Aline Batista
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Reportar Erro