Caso Brumadinho: Alerta para a Bahia, que possui as barragens mais comprometidas do Brasil

Artigo escrita por Rogéria Santos, vereadora de Salvador (PRB-BA)

Publicado em 29/01/2019 - 00:00

O país inteiro se volta nesse momento para Brumadinho (MG), Região Metropolitana de Belo Horizonte. Acompanhamos com muita tristeza a busca incessante por centenas de pessoas que estão desaparecidas, em decorrência do rompimento de uma Barragem naquela localidade.

Para além de nossa solidariedade e orações por aquele povo, tanto vítimas, quanto o Corpo de Bombeiro local (com homens e mulheres no papel de heróis na busca e salvamento), a tragédia de Brumadinho é um momento oportuno para um alerta preventivo, com relação à gestão de segurança de barragens em nosso Estado.

A Bahia é o estado com maior número de barragens com estrutura comprometida no Brasil, é o que aponta um relatório da Agência Nacional de Águas (ANA), divulgado em novembro do ano passado. O documento revela que, das 45 barragens com os piores problemas no Brasil, 10 estão na Bahia.

Nossas barragens estão em situação caótica, e apresentam infiltrações, erosão e fissuras nas estruturas, como é o caso de algumas citadas no relatório, a exemplo da Barragem de São Gonçalo dos Campos, Barragem de Apertado, em Mucugê, Barragem de Cipó e a Barragem de Araci. Essa última, apresenta tamanho comprometimento, a ponto da ANA emitir um alerta com nível de perigo 2.

É preciso que haja intensa fiscalização dos órgãos estaduais, no caso da Bahia, o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), no sentido de providências emergenciais, para evitar tragédias como a de Brumadinho. A Segurança de barragens deve ser prioridade na agenda estatal, e como parlamentar, nosso dever é cobrar dos gestores atenção com essa temática, para certamente, evitar tragédias anunciadas, e principalmente preservar vidas.

*Rogéria Santos é vereadora de Salvador (PRB Bahia)

 

Reportar Erro