Araxá: vereador critica prefeitura por construção de viaduto

Para Robson Magela (Republicanos), o valor a ser gasto com o viaduto poderia ser investido em outras áreas prioritárias para a população de Araxá

Publicado em 19/09/2019 - 00:00

Araxá (MG) – Na tribuna da Câmara Municipal, durante reunião ordinária realizada na terça-feira (17), o vereador Robson Magela (Republicanos) falou sobre o início da construção do viaduto da Rua Uberaba. O valor do contrato assinado pela prefeitura com a empresa que fará a obra é de R$ 7.298.113,56. Segundo o parlamentar, o valor a ser gasto com o viaduto poderia ser investido em outras áreas prioritárias para a população de Araxá.

“Já foram gastos cerca de R$ 7,5 milhões nas desapropriações e agora serão gastos mais R$ 7,2 milhões na construção do viaduto. São quase R$ 15 milhões. Essa não é uma verba carimbada e, portanto, poderia ser investida em saúde, educação e segurança. O Governo Municipal gosta de dizer que quem não concorda com a construção de viadutos é contra o progresso da cidade, mas desde quando viaduto é sinônimo de progresso?”, indagou o vereador.

Robson Magela lembrou que participou das duas audiências públicas realizadas pela Administração Municipal em que a empresa que realizou o projeto do viaduto informou que o aumento do tráfego de veículos no cruzamento da Rua Uberaba com a Avenida João Paulo II irá causar problema daqui a 10 anos. “Então para que gastar o dinheiro do povo com isso agora? Não seria melhor realizar estudos para encontrar alternativas viárias que impeçam um problema que só acontecerá daqui a 10 anos? Não existe necessidade de construir esse viaduto agora”, afirmou o parlamentar.

O vereador destacou, ainda, outros motivos para não concordar com o viaduto. “É um absurdo gastar quase R$ 15 milhões para construir um viaduto em uma cidade onde a população não encontra remédios na ‘farmacinha’ municipal, tem que esperar meses para ser atendida por um médico especialista e depois entrar em uma fila enorme para realizar os seus exames na rede pública. Esse dinheirão poderia resolver esses problemas ou também ser usado para reformar creches e escolas”, sugeriu ele.

“Viaduto não é prioridade para a nossa cidade. Esse viaduto é o símbolo do ego de alguém que prefere investir em um amontoado de concreto do que no ser humano. É o símbolo do atraso de quem não está aberto ao diálogo com o povo de Araxá”, finalizou Robson Magela.

Texto e foto: Ascom – vereador Robson Magela

Reportar Erro