“Violência Política Contra as Mulheres” é tema de debate virtual nesta sexta-feira

Evento é uma parceria da Secretaria da Mulher para auxiliar pré-candidatas

Publicado em 18/09/2020 - 07:09

Brasília (DF) – A Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados, em parceria com a ONU Mulheres, realiza, nesta sexta-feira (18), um debate virtual sobre com o tema: “a Violência Política Contra as Mulheres nas Eleições”. O evento começará às 15h e pode ser acompanhado pelos seguintes canais no YouTube: e-Democracia, Secretaria da Mulher ou Câmara dos Deputados. A TV Câmara também irá realizar a cobertura do encontro remoto.

A deputada federal Rosangela Gomes, secretária nacional do Mulheres Republicanas, que participa das disputas eleitorais deste ano como pré-candidata à Prefeitura de Nova Iguaçu, ressalta que a orientação dada às mulheres é essencial. Para ela, as mulheres devem se fortalecer porque as dificuldades enfrentadas são muitas.

“A mulher só por naturalmente ser mulher já encontra muitas dificuldades no meio do caminho. Na disputa eleitoral não é diferente. Todas que já passaram por essa experiência, têm histórias de preconceito para contar. Muitos acham que não somos capazes, que nossas pautas não são importantes. E é por isso que devemos nos fortalecer sempre e aproveitar oportunidades como essa”, concluiu.

O número de mulheres eleitas nas esferas legislativas nas eleições de 1994, 1998 e 2002 foi de 5%. Em 2006, 2010, 2014 e 2016 houve um salto para 10%. Na última eleição, em 2018, apenas 15% das mulheres foram eleitas. Apesar desse crescimento gradual, o Brasil ocupa a pior posição na América Latina nos índices de participação feminina nos espaços de poder. Estamos no 133º lugar no ranking de representatividade, ficando atrás apenas do Paquistão, Afeganistão e Arábia Saudita. Países que menospreza a participação e existência da mulher na sociedade.

O painel “Violência Política contra as Mulheres nas Eleições” é o terceiro e último da série “Propostas para Incluir Mulheres na Resposta à Crise da Covid-19”. O primeiro painel abordou as “Políticas Macroeconômic as para a Proteção dos Empregos e da Renda das Mulheres”. O segundo debate tratou sobre os “Impactos da Pandemia Sobre as Eleições Municipais de 2020 e as Candidaturas de Mulheres”.

O que acontece nesta sexta, está em consonância com os esforços da Bancada Feminina em combater a violência política, como o lançamento da Campanha de Combate à Violência Política de Gênero, lançada em dezembro de 2019, dentro da campanha pelos 16 Dias de Ativismo, que discutiu os impactos desse tipo de conduta na democracia e na participação feminina nos espaços de poder.

Texto:Gabbriela Veras / Ascom – Mulheres Republicanas, com informações da Ascom – Secretaria da Mulher
Fotomontagem: Agência Republicana de Comunicação – ARCO

Reportar Erro