TPM: mulheres são decisivas para sucesso em campeonatos esportivos

Brasília (DF) – Neste fim de semana, os amantes de futebol voltaram a atenção para o final da Champions League. O confronto europeu entre Bayern de Munique e Paris Saint-Germain cativou milhares de torcedores ao redor do mundo. O que poucas pessoas sabem é que por trás da vitória do Bayern está a ex-jogadora da

Publicado em 25/08/2020 - 08:39

Brasília (DF) – Neste fim de semana, os amantes de futebol voltaram a atenção para o final da Champions League. O confronto europeu entre Bayern de Munique e Paris Saint-Germain cativou milhares de torcedores ao redor do mundo. O que poucas pessoas sabem é que por trás da vitória do Bayern está a ex-jogadora da equipe Kathleen Kruger, responsável pela organização de todo o time.

Lana Miranda – Foto: Lucas Rodrigues

O protagonismo feminino é facilmente visto e apreciado em vários ramos do esporte. Aos poucos as barreiras do machismo e preconceito vão sendo quebradas e cada vez mais portas são abertas para elas, como explica a republicana e atleta profissional de futevôlei, Lana Miranda. “Com certeza ainda existe um preconceito muito grande, mas hoje a mulher vem crescendo, independente do esporte, mas também na cultura, música e política. No esporte não é diferente. A mulher tem se dedicado bastante. Estamos buscando essas melhorias, tanto a nível de premiação, como a nível de salário”, esclareceu.

Quem passou pelo time reconheceu o valor e importância do trabalho de Kathleen. Ela tem sido responsável por todo procedimento de organização da equipe. Coordena viagens, treinos e até mesmo as dietas dos jogadores. No período de quarentena, ela se encarregou de que nada faltasse na casa dos atletas. O atleta Franck Ribérry reitera a importância dela para a equipe. “Sem ela, provavelmente metade dos jogadores iriam ficar perdidos”, disse.

Exemplos como esses têm que ser compartilhados para que a apreciação e desenvolvimento da mulher no esporte, de forma geral, seja visto com naturalidade. A realidade é que a representatividade feminina no esporte ainda é pequena e, quando existe, é dificilmente levada à sério, como explica a atleta Lana. “A gente sabe que a cada dia a mulher se destaca mais e mais. Então é bacana e necessário ressaltar essa força, pois a gente vem a cada dia quebrando paradigmas”, destaca a republicana.

Texto: Gabbriela Veras | Ascom Mulheres Republicanas
Foto destaque (Kathleen Kruger): divulgação | Bayern de Munique

 

 

Reportar Erro