Rosangela Gomes representa o Brasil em reunião da Comunidade de Países de Língua Portuguesa

Republicana discutiu iniciativas que protejam as mulheres e de como o diálogo pode ser a melhor forma do respeito à igualdade

Publicado em 14/07/2021 - 08:00

Guiné-Bissau (África) – A deputada federal e 4º secretária da Mesa Diretora da Câmara, deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ), esteve na última semana em visita à Guiné-Bissau representando o Brasil na 10º Sessão Ordinária da Assembleia Parlamentar da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (AP-CPLP), que ocorreu entre os dias 7 e 9 de julho. Neste ano, o tema foi “Ambiente de negócios e desenvolvimento nos países membros da CPLP no pós-Covid-19”.

Rosangela já foi presidente da Rede de Mulheres da CPLP de 2016 a 2018 e, na ocasião, trabalhou para criação de políticas públicas de proteção à mulher em conjunto com os outros países do grupo. A republicana participou dos debates e teve a oportunidade de, mais uma vez, falar sobre iniciativas que protejam as mulheres e acrescentar da melhor forma possível com o diálogo a respeito da igualdade. Para a parlamentar, o evento se tornou um importante ambiente de debates para temas urgentes, tais como mobilidade, sustentabilidade, inclusão de outros países de língua portuguesa no grupo. “Saio desse encontro certa de ter colaborado nos assuntos que me são caros e com o conhecimento de experiências que deram certo em outros países. Com certeza, uma oportunidade enriquecedora”, destacou.

A Assembleia Parlamentar é o órgão que reúne as representações de todos os Parlamentos dos Estados-Membros da CPLP, instituída pelo XII Conselho de Ministros, que decorreu em Novembro de 2007, em Lisboa. Esteve presente na sessão as delegações de Portugal, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Moçambique. Na missão da décima Sessão Ordinária da Assembleia Parlamentar da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, a republicana, também, visitou o Palácio da Presidência da República da Guiné-Bissau.

Além de assuntos como a integração dos países de língua portuguesa e a criação de medidas para o combate à violência contra mulher, a deputada ressaltou os impactos da Covid-19 nas vidas de tantas famílias pelo mundo. “Fico com a sensação de dever cumprido por poder contribuir com os trabalhos dessa importante assembleia. Espero que daqui saiam frutos que beneficiem homens e mulheres de bem”, finalizou Rosangela.

Texto: Ascom – deputada federal Rosangela Gomes
Edição: Ascom – Mulheres Republicanas
Foto: cedida

Reportar Erro
Send this to a friend