Ronda Maria da Penha: vereadora Ireuda Silva pede extensão do projeto

Objetivo é que a RMP passe a atuar 24 horas por dia

Publicado em 11/06/2020 - 10:40

Salvador (BA) – A Vereadora Ireuda Silva (Republicanos-BA), que também é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal de Salvador, pediu a ampliação do horário de funcionamento da Ronda Maria da Penha. O objetivo é que o mecanismo de defesa passe a atuar 24 horas por dia, já que devido ao distanciamento social, em virtude da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os casos de violência doméstica tiveram expressivo crescimento.

“Para além dos impactos na economia e no sistema de saúde, o aumento da violência contra a mulher, sobretudo em casa, também deve ser tratada como uma consequência do coronavírus. Na conjuntura atual, um ambiente já violento pode se tornar tão mortífero quanto o vírus”, disse.

O aumento foi contabilizado pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Somente no Rio de Janeiro, por exemplo, as notificações de violência já estão 50% maiores nas últimas semanas. No país, o Ligue 180 registrou um acréscimo de 9% nas denúncias durante a quarentena. 

Texto e foto: Ascom – vereadora Ireuda Silva
Edição: Gabbriela Veras / Ascom – Mulheres Republicanas Nacional

Reportar Erro