Retrospectiva Eleições 2022: Republicanos lançou 487 candidaturas femininas em todo país

A sigla elegeu 19 republicanas

Publicado em 22/01/2023 - 09:18

Brasília (DF) – O 1º turno das eleições gerais de 2022 aconteceu no dia 2 de outubro e o 2º turno no dia 30 do mesmo mês. O Mulheres Republicanas teve um saldo positivo, onde lançou 487 candidaturas femininas de 1.461 no total. O partido elegeu 19 mulheres em todo Brasil. Destas, cinco irão representar o Republicanos  na Câmara dos Deputados. O número é maior do que o registrado em 2018, quando a sigla elegeu três mulheres. O crescimento foi de 67% em relação ao pleito anterior. No geral, as cadeiras na Casa serão ocupadas por 17,7% de mulheres. Foram eleitas 91 parlamentares, 14 a mais que em 2018.

Nas assembleias legislativas, o partido também fez história e elegeu 12 deputadas estaduais. Em comparação com o último pleito, o número também é maior, em 2018 foram eleitas cinco deputadas.

O partido elegeu também pela primeira vez uma mulher para o Senado.Com votação expressiva, Damares Alves (DF), obteve 714.562 votos. A ex-ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos segue para o primeiro mandato no cargo. No Rio Grande do Sul, Liziane Bayer (RS) se elegeu como primeira suplente na chapa do senador eleito General Hamilton Mourão (RS). No quadro total de cadeiras na Casa, foram eleitas quatro senadoras novas. Das 81 vagas, 14 são de mulheres, 17,3% do total.

Republicanas eleitas: no Senado Federal – Damares Alves (DF) e Liziane Bayer, suplente de senador (RS). Na Câmara dos Deputados:  – Antônia Lúcia (AC); Rogéria Santos (BA); Rosangela Gomes (RJ); Maria Rosas (SP) e Franciane Bayer (RS). Nas Assembleias Legislativas Estaduais: Tayla Peres (RR); Dra. Lidiane Lucena (SE); Carminha (SE); Áurea Ribeiro (SE); Francisca Motta (PB); Daniela do Valle (PB); Dra. Mayara (AM); Janaína Ramos (MA); Tia Ju (RJ); Edna Macedo (SP); Cantora Mara Lima (PR) e Eliana Bayer (RS).

Entre as mais votadas se destacam: Damares Alves; Maria Rosas, reeleita deputada federal com 94.787, e Edna Macedo também reeleita em São Paulo para a assembleia paulista com 82.932 votos.

Texto e fotomontagem: Ascom Mulheres Republicanas Nacional

Reportar Erro
Send this to a friend