Projeto de Cristina Souza permite que passageiros solicitem parada fora do ponto

Republicana defende que muitos passageiros têm mobilidade reduzida

Publicado em 13/09/2020 - 08:20

São José (SC) – Pessoas com deficiência física, mobilidade reduzida e mulheres gestantes ou com crianças de colo poderão solicitar que os ônibus parem fora dos pontos em São José, em Santa Catarina. Isso só é possível graças ao projeto da vereadora Cristina Souza (Republicanos). Os desembarques podem ser solicitados, inclusive, durante a noite e madrugada.

A republicana explica que o objetivo é levar autonomia e facilitar a vida das pessoas que precisam. “O projeto de lei foi uma demanda das pessoas com deficiência e tivemos uma ampla discussão com quem precisa deste serviço, pois traz autonomia, acessibilidade e respeito! Sabemos das dificuldades no trajeto feito por estas pessoas, como a falta de acessibilidade e as barreiras arquitetônicas na cidade. A lei traz mais segurança e conforto para quem tanto precisa”, explicou.

Além disso, o texto se preocupou também com a transparência das informações. As empresas de transporte coletivo tiveram que colocar adesivos de alta visibilidade no espaço interno de todos os ônibus e micro-ônibus. O objetivo é informar sobre o número e conteúdo da Lei para indicar os direitos das pessoas que precisam desse tipo de serviço.

A vereadora destacou, ainda, que a ação foi elogiada pelos trabalhadores do transporte público: “A iniciativa foi muito elogiada pelos motoristas de ônibus, pois muitos tentavam ajudar pessoas com deficiência ou com dificuldades de locomoção e acabavam sofrendo penalidades no trânsito por parar em locais proibidos. Outros acabavam atrapalhando o fluxo”, concluiu.

Cristina detalhou no projeto a abrangência da Lei. Logo, entende-se por pessoas com deficiência, àquelas que têm impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial. As pessoas com mobilidade reduzidas são aquelas que tenham, por qualquer motivo, dificuldade de movimentação, permanente ou temporária, incluindo idoso, gestante, lactante, pessoa com criança de colo e obeso.

Texto: Gabbriela Veras / Ascom – Mulheres Republicanas 
Foto: Ascom – Prefeitura de São José

Reportar Erro