PRB Mulher reforça luta pela prevenção ao câncer de mama

PRB Mulher reforça luta pela prevenção ao câncer de mama

Militância republicana promove ações em alusão ao Outubro Rosa com o objetivo de conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção ao câncer de mama

Publicado em 06/10/2018 - 00:00

Brasília (DF) – A militância do PRB Mulher entrou na luta contra o câncer de mama com a campanha “Outubro Rosa” conscientizando a população sobre a importância da prevenção da doença. Há dez anos, o movimento republicano desenvolve ações em alusão ao movimento “Outubro Rosa”, criando nos Estados Unidos na década de 90.

O movimento foi adotado pelos demais países para alertar as mulheres e entidades governamentais sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce desta doença devastadora, que, somente no Brasil, atinge cerca de 156 mulheres por dia.

Neste ano, o PRB Mulher irá abordar sobre o autocuidado, a prevenção, os direitos, onde fazer os exames de rotina, entre outros temas.

“A campanha, que se iniciou no dia 1º de outubro, tem como objetivo esclarecer, não só as mulheres, mas toda a população, sobre a importância da prevenção da doença por meio da realização de exames periódicos. O PRB Mulher desta vez irá abordar não apenas o câncer de mama, mas os diversos tipos de cânceres que estão matando as nossas mulheres”, afirmou Rosangela Gomes, coordenadora nacional do PRB Mulher.

Câncer de mama

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é o tipo de neoplasia mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. Este ano, a estimativa é de o número de casos atinjam 59,7 mil mulheres. Existem vários tipos de câncer de mama, porém, alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico. O câncer de mama também pode acometer homens, mas é raro e representa apenas 1% do total de casos da doença.

A prevenção ao câncer de mama não é totalmente possível, em função da multiplicidade de fatores relacionados ao surgimento da doença e ao fato de vários deles não serem modificáveis. De modo geral, a prevenção baseia-se no controle dos fatores de risco e no estímulo aos fatores protetores, especificamente aqueles considerados modificáveis.

A detecção da neoplasia é feita por meio do exame de mamografia. O exame é feito com prescrição médica e recomendado para as mulheres acima de 40 anos, que podem obter informações sobre os procedimentos nas unidades de saúde. O tratamento para a neoplasia envolve o tripé cirurgia, radioterapia e quimioterapia.

Novo aplicativo

Para comemorar os dez anos do movimento no Brasil, a Femama lançou o aplicativo MAMAtch! para formar uma rede de interesse, informação e conexão entre pacientes, familiares, ONGs e pessoas envolvidas com a causa. O aplicativo foi desenvolvido voluntariamente pela Agência Mestiça e pela Vee Digital Tecnologia e pode ser baixado aqui.

Texto e foto: Ascom – PRB Mulher Nacional
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro