Março: mês da mulher, do protagonismo e início de uma nova gestão

Valorização feminina, fomento à criação de Procuradorias da Mulher nos municípios e posse da nova secretária nacional do movimento marcaram o mês de março

Publicado em 07/01/2022 - 08:00

Brasília (DF) – Março já é conhecido pelo mês da mulher. A data, que oficialmente é comemorada no dia 8 de março, trouxe a importância de revelar a identidade de mulheres fortes, capacitadas e donas de suas próprias histórias. Na campanha do movimento feminino do Republicanos, “Mulher, você tem valor”, foram abordadas histórias de mulheres que exercem multifunções em prol das suas famílias e vidas públicas.

A primeira matéria especial publicada em 04 de março, falou sobre Daniela Oliveira. Mulher, chefe de família e com uma história que faz a diferença em outras vidas à sua volta, a moradora de Feira de Santana (BA), com 37 anos, disputou as eleições de 2020 para um cargo de vereadora da cidade.

Já o segundo episódio trouxe a história da mãe, chefe da família, uma mulher que precisa diariamente sair do lar e deixar filhos para sustentar todos que ali moram: Úrsula Simbera. A advogada e secretária municipal do Mulheres Republicanas de Vespasiano (MG) representou as mulheres brasileiras com tripla jornada.

Os desafios de conciliar os afazeres domésticos com as demais responsabilidades, foram expressos através da história da ex-secretária do Mulheres Republicanas São Paulo capital, Zuleika Ferreira, contada no terceiro episódio, publicado em 18 de março.

E fechando a série de reportagens, o último episódio publicado em 25 de março, trouxe a história da mulher que tem que deixar família, filhos e a sua casa todas as semanas para cumprir o seu dever nas Casas de Poder. Assim é a rotina de uma das deputadas federais do Republicanos, Aline Gurgel (AP).

Além da campanha “Mulher, você tem valor”, promovida pelo Mulheres Republicanas nacional, o movimento nos estados gerou ações para fazer jus à comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

Houve diversas comemorações virtuais, onde o movimento no Distrito Federal publicou diariamente vídeos das republicanas em suas redes sociais, com conteúdos motivacionais, onde as militantes revelavam através de uma palavra inspiradora o porquê de tal escolha.

Sob o comando da deputada federal (SP), Maria Rosas, o Mulheres Republicanas São Paulo, trabalhou a valorização feminina, em parceria com a liderança do partido no estado, o presidente Sérgio Fontellas e a subseção da Fundação Republicana Brasileira (FRB), realizando uma palestra dedicada ao público feminino sobre a força da mulher, o perfil empreendedor e a importância da mesma na política, com a jornalista e advogada Vanessa Palazzi.

Entre 08 e 26 de março, o Mulheres Republicanas Amapá organizou uma série de ações voltadas às mulheres. Dentre as atividades estavam ações sociais e solidárias de serviços e distribuição de kits de higiene pessoal.

As ações no estado contaram ainda com a atuação da deputada federal Aline Gurgel na articulação, em Brasília, junto ao Ministério da Cidadania, na aquisição de cerca de R$ 5,2 milhões para fortalecer as mulheres agrícolas e o desenvolvimento da agricultura familiar no Amapá.

Encerrando o calendário de comemorações, no dia 28 de março, o Mulheres Republicanas Paraná sob a direção da secretária estadual, Marcilene Soares, e a jornalista e mediadora do debate Mira Graçano, realizou uma live para tratar do tema “A mulher no contexto político”,  com a participação remota do presidente do Republicanos Paraná, Valdemar Bernardo, do deputado federal Aroldo Martins (Republicanos-PR), do deputado estadual Alexandre Amaro (Republicanos-PR), da vereadora de Cascavel Beth Leal (Republicanos), a presidente na época recém-empossada do Republicanos Guarapuava, dra. Janaína Naumann, da vice-secretária do Mulheres Republicanas Paraná, Sumaia Garib, e da secretária nacional do Mulheres Republicanas, deputada estadual Tia Ju (RJ).

E o Mulheres Republicanas do Mato Grosso do Sul promoveu, na quarta-feira (31), a sala de conversa “Mulher Você tem Valor”, com a participação do presidente do Republicanos Mato Grosso do Sul, Wilton Acosta, do deputado estadual Antônio Vaz (Republicanos-MS) e da secretaria estadual do movimento, Raquel Corrêa, que destacou a importância da participação das mulheres no cenário político.

Fomento à criação de Órgãos de Proteção à Mulher e a nova gestão do Mulheres Republicanas – Para incentivar o combate à violência contra as mulheres, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), lançou, no dia 7 de março, véspera do Dia Internacional da Mulher, a campanha “Amor não causa medo”.

A ação publicitária trouxe peças e vídeos que foram encaminhadas para órgãos e instituições ligadas ao Poder Judiciário, como cartórios e tribunais de Justiça. No dia 24 de março, a secretária nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto, reafirmou no “Encontro Nacional de Legislativos Municipais”, a importância da criação e implementação da Procuradoria da Mulher na esfera municipal e no legislativo estadual.  A atividade foi promovida pela União de Vereadores do Brasil (UVB).

Atendendo ao apelo, parlamentares republicanas de diversas cidades, seguiram com as demandas. A vereadora Vanessa Eugênia, teve aprovado por unanimidade o seu projeto de lei que cria a Procuradoria da Mulher na Câmara Municipal de Assis, no Rio Grande do Norte em (12/03), e a vereadora de Santo Antônio de Jesus, na Bahia, Tia Adriana protocolou no Dia Internacional da Mulher, 08 de março, o projeto de criação da Procuradoria da Mulher.

Com a confirmação do nome da deputada federal Rosangela Gomes (RJ), eleita com 418 votos para o cargo de 4ª secretária da nova Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, para o biênio 2021-2022, sob a responsabilidade de supervisionar o sistema habitacional da Câmara, a deputada estadual (RJ), Tia Ju, a convite do deputado federal (SP) e presidente nacional do Republicanos, Marcos Pereira, aceitou o desafio de comandar a agremiação feminina do partido, substituindo Rosangela Gomes, após 10 anos à frente do movimento.

Texto: Ascom Mulheres Republicanas Nacional
Foto: cedida

Reportar Erro
Send this to a friend