Doutora Juliana pede reforma do Centro da Juventude do Acre

A partir da indicação da republicana, o local deve passar por ampliação

Publicado em 10/09/2020 - 18:39

Rio Branco (AC) – Na busca por uma melhoria nas atividades comunitárias, a deputada estadual, Doutora Juliana, protocolou na última quarta-feira (2) uma indicação que pede ao governo estadual a ampliação e reforma de todos os Centros da Juventude existentes no Acre. A republicana fez a solicitação na Assembleia Legislativa do estado.

Para doutora Juliana, os investimentos são necessários na região: “Antes da pandemia, várias atividades já vinham sendo realizadas nos Centros da Juventude, sempre com a participação massiva da comunidade. Com investimentos em reforma e ampliação, o objetivo é que a essas atividades sejam potencializadas, expandindo o alcance das políticas públicas voltadas para a juventude e comunidade em geral”, disse a deputada.

Destacando a importância dos Centros de Integração Esportiva para a Comunidade, os CIECs, como também são chamados, a parlamentar lembrou que os espaços são verdadeiros instrumentos de promoção de cidadania, esporte, cultura e lazer dos jovens e da comunidade em geral, o que demonstra a importância e evidencia a urgente necessidade de reforma e ampliação de todas as unidades destinadas às atividades comunitárias.

Visando frisar a relevância dos espaços públicos para os jovens, Doutora Juliana cita o CEJA do bairro São Francisco, que tem em suas adjacências inúmeros bairros e conjuntos habitacionais, formando uma das áreas mais populosas de Rio Branco, capital do Acre.

A republicana sugere que o Governo do Estado amplie as parcerias com instituições e entidades educacionais, esportivas e culturais para a elaboração de cronogramas de atividades nas comunidades.

Muito embora o público jovem seja o mais assíduo nos Centros da Juventude, os espaços acabam beneficiando todos os moradores da região onde se encontram localizados, desde crianças que brincam nas quadras e campos até os idosos que praticam atividades físicas nos espaços públicos.

Texto: Ascom Doutora Juliana
Edição: Ascom Mulheres Republicanas Nacional
Foto: Sérgio Vale   

Reportar Erro