Centro-Oeste é responsável pela candidatura de mais de 600 republicanas

O Goiás lidera com mais de 300 candidatas que disputam a vereança e prefeitura nos municípios

Publicado em 09/11/2020 - 14:00

Brasília (DF) – No Centro-oeste, bem como no restante do país, o número de candidatas ao Republicanos seguiu em alta. Exemplo disso é a quantidade de republicanas que disputam a vereança dos municípios goianos. Nas últimas eleições, em 2016, foram apenas 60 candidatas. Neste ano houve a contabilização de 300 candidatas, o aumento é de 400%. Representante do Mulheres Republicanas Goiás, Rosa Bravo, atribui essa crescente à onda capacitação e apoio:

“Nós motivamos as mulheres a participarem do II Seminário, que aconteceu em 2019, em Brasília e elas saíram de lá motivadas a serem candidatas e de lá elas conversaram com outras republicanas e motivaram outras tantas mulheres. Devido a esse movimento constante, tivemos esse resultado. Aqui somos incansáveis, guerreiras e seguimos à risca esse direcionamento que nos é passado. Entendemos que a mulher sabe e enxerga a demanda da outra mulher e da sociedade como um todo e por isso lutamos por essa causa”, explica.

A candidata Maria Yvalônia encontrou na política a forma de realizar desejos que sempre teve como assistente social. Ela, que é candidata a vice-prefeita em Valparaíso conta um pouco mais sobre as propostas do seu governo: “A campanha está sendo de muito aprendizado e estou focada no meu objetivo de cuidar das pessoas. Eu tenho como bandeira a defesa de políticas públicas para as mulheres. Busco cursos profissionalizantes para que as mulheres possam sair da situação de violência doméstica, eu acredito na necessidade de políticas públicas para os jovens, para que possam ter outros projetos de vida, que não a entrada no cometimento de ato infracional. Defendo a educação, a política de cultura, esporte e lazer como alternativa para os jovens”, ressalta.

Somando as candidatas a prefeitura, vice prefeituras e vereança, o Goiás tem mais de 300 candidatas. Depois do estado, vem o Mato Grosso, com 188 republicanas e, por fim, Mato Grosso do Sul, com 104 mulheres que estão em busca de uma representatividade.

Texto: Gabbriela Veras | Ascom Mulheres Republicanas Nacional
Arte: Carolina Ribeiro | Ascom Mulheres Republicanas Nacional

Reportar Erro