Campanha “Máscara Roxa” visa combater a violência doméstica no RS

A ideia incentiva a denúncia da violência à mulher de forma segura e discreta 

Publicado em 27/06/2020 - 12:30

Porto Alegre (RS) –  A fim de desenvolver mais uma ferramenta contra a violência à mulher, o Ministério Público do Rio Grande do Sul, lançou no início deste mês a campanha “Máscara Roxa”.  A ideia é fazer com que haja maior facilidade para denunciar o ato de violência, uma vez que neste período de pandemia os números cresceram de forma surpreendente em todo o país.

Segundo os dados da Secretaria de Segurança Pública, o número de feminicídio no estado cresceu 67% no mês de abril, em decorrência do distanciamento social definido pelo Covid-19. A campanha funciona em a mulher agredida ir até uma farmácia que apoia a iniciativa, e pedir uma máscara roxa aos atendentes. Essa é a deixa para que eles entendam que este é um pedido de ajuda e encaminhem as informações para a Polícia Civil. 

A secretária estadual do Mulheres Republicanas Rio Grande do Sul, Beth Colombo, explica como essa medida pode ajudar no combate à violência: “A denúncia indireta e de certa forma, silenciosa, é uma forma da vítima pedir ajuda sem entrar em zona de perigo ou ser ameaçada pelo seu agressor. Devemos implementar mais medidas como esta em todos os estados do Brasil”.

A campanha tem apoio da ONU Mulheres, do Tribunal de Justiça do RS, do Departamento de Políticas Públicas para as Mulheres, Polícia Civil, Defensoria Pública, Rede de Farmácias Associadas, entre outros.

Texto: Elisa Costa / Ascom Mulheres Republicanas 
Foto destaque: Reprodução / Ministério Público do Rio Grande do Sul  

Reportar Erro