Beth Colombo promove live em comemoração ao Dia das Mães

A republicana recebeu mulheres com histórias emocionantes sobre a maternidade

Publicado em 12/05/2021 - 08:00

Porto Alegre (RS) – A republicana, ex-prefeita de Canoas e secretária do Mulheres Republicanas Rio Grande do Sul, Beth Colombo, promoveu na última sexta (7), uma live transmitida pelas redes sociais, em alusão ao dia das mães. A live teve mais de 2.000 visualizações, e foi a primeira edição do “Conversando com Beth Colombo”, uma série de entrevistas realizadas de 15 em 15 dias.

A republicana recebeu em um estúdio montado em Porto Alegre, especialmente para a transmissão, mulheres republicanas, fortes e especiais com histórias emocionantes sobre a maternidade. “Com a maternidade nascemos, crescemos nos tornamos fortes e invencíveis na defesa daqueles que trouxemos à vida! ”, diz Beth Colombo.

Liane Pereira, mãe da menina Caroline (9), que foi autorizada pela justiça a plantar da PCANABIS (maconha) para extração do óleo, Caroline usava cadeira de rodas para se locomover e tinha uma média de 50 convulsões em 24 horas. Hoje, com 8 gotas do óleo por dia, Carol, como é carinhosamente chamada, corre pelo pátio com o fim das convulsões.

Tatiana Maffini, é mãe da Helena, que com 17 dias de nascida veio a óbito, assim, na intenção de amparar e acolher mães que perdem seus bebês, Tatiana fundou a ONG Amada Helena, em 2013, onde oferece apoio, informação e esperança a pais enlutados, ampliando a conscientização da sociedade sobre o luto e suas consequências.

Jaqueline Raffler é mãe de João Vitor, que passou 125 dias entre a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e UTI Neonatal e quarto de hospital. João nasceu prematuro com complicações intestinais e trombose. Hoje, Jaqueline faz parte da ONG Associação da Prematuridade Brasileira, no RS.

Solange (Palhaça Polenta), é artista e em 2003 criou a empresa “Polenta Show”, e, atualmente vive a dificuldade imposta pela pandemia, com eventos sendo cancelados. Se mantém alegre e distribuindo risos e otimismo.

A transmissão ao vivo teve mais de 115 compartilhamentos, mais de uma centena de comentários e ultrapassou as 3 mil visualizações, ela foi transmitida em todas plataformas. Segundo a secretária, seu quadro de entrevistas, vai ter a intenção de chamar atenção para temas pouco tratados publicamente, como o autismo, as possibilidades e desafios da pessoa com síndrome de down e o dia-a-dia de uma pessoa que faz uso de cadeiras de rodas. Ela afirma que seu talk show será de forma híbrida, ainda em ação de combate ao Covid-19.

Texto: Gisele Rocha/Ascom Mulheres Republicanos
Foto: cedida

 

Reportar Erro
Send this to a friend