Aprovada no Recife proposta que combate a violência doméstica

De autoria da vereadora Professora Ana Lúcia, o objetivo é aumentar locais que recebem denúncias de violência

Publicado em 02/08/2020 - 17:30

Recife (PE) – A vereadora Professora Ana Lúcia (Republicanos) apresentou proposta à Câmara que visa lutar contra a violência à mulher. A Casa aprovou a indicação, que será encaminhada à Secretaria da Mulher da capital pernambucana.

No projeto, a republicana sugere parceria entre salões de beleza e clínicas de estética e também a criação de um canal para que a população envie sugestões. A legisladora entende que os locais são muito frequentados por mulheres e que os funcionários criam vínculos com as clientes, como explica: “Sabemos que os salões de beleza e clínicas de estética são lugares muito frequentados por mulheres e que essas, muitas das vezes, estabelecem laços afetivos com os profissionais da beleza, chegando a compartilhar, inclusive, assuntos pessoais. Como clientes, passam a seguir as redes sociais dos estabelecimentos, nossa proposta é que os mesmos se tornem agentes de incentivo à denúncia”, destacou.

Ainda de acordo com a republicana, seria importante que as informações sobre canais de denúncia também fossem inseridas nos espaços físicos destes estabelecimentos. “Divulgando com mais afinco esses números de atendimento, a gente espera que as mulheres procurem ajuda sempre que necessário, para assim evitarmos casos graves de violência”.

Sobre a proposta de criar um canal aberto para a comunidade enviar sugestões que intensifiquem a vigilância, ela entende que pode ser um meio pelo qual a população em geral contribua no enfrentamento à violência contra a mulher. “Sabemos que esse combate precisa ser contínuo, construído de forma colaborativa e que infelizmente, esse tipo de violência é testemunhada ou vivenciada por parte dos cidadãos e cidadãs recifenses, que também podem apresentar contribuições relevantes”, concluiu.

Texto: Anabelli Cavalcanti / Ascom – vereadora Professora Ana Lúcia
Foto: Câmara do Recife

Reportar Erro