Voto: ato de responsabilidade e de suma importância

Ossesio Silva afirma ser fundamental que cada eleitor tome sua decisão de forma consciente e com muita seriedade no processo eleitoral

Publicado em 12/11/2020 - 09:06

Vivemos em um regime democrático onde possuímos direitos e deveres. O voto é tanto um direito quanto um dever do cidadão brasileiro, consagrado na Constituição Federal em seu artigo 14. Por isso, no próximo domingo, eleitores de várias cidades do país vão às urnas para escolher seus representantes políticos municipais (prefeitos e vereadores), que atuarão nos próximos quatros anos (2021-2024).

Mas, infelizmente, muitos de nós, não entendemos ou menosprezamos a importância do voto e o poder que ele tem. Você parou para pensar que um município, independente de seu tamanho ou população, possui uma estrutura político-administrativa e uma gestão pública municipal? Que as eleições municipais deste ano, determinarão o futuro de cada cidade para os próximos quatro anos? Por isso, é fundamental que cada eleitor tome sua decisão de forma consciente e com muita seriedade!

Como autoridade máxima na estrutura administrativa do Poder Executivo do município, o prefeito tem dentre suas atribuições à competência de definir onde serão aplicados os recursos provenientes de impostos e demais verbas repassadas pelo estado e pela União, o que nos torna “corresponsáveis” por cada decisão/ação do mandatário que elegermos.

Além disso, teremos os vereadores nas Câmaras Municipais. São eles que tomarão decisões para buscar soluções para os vários problemas que enfrentamos atualmente, e influenciaram de forma impactante no cenário político do Brasil, seja de forma positiva ou negativa.

Nós somos responsáveis por todas as escolhas ao longo de nossa vida, e na política não é diferente. O voto transfere a reponsabilidade de eleger um prefeito, um vereador para cada um de nós. Entretanto, muitos eleitores insistem na ideia de que a corrupção é inerente à política brasileira. Com esse argumento votam nulo, em pessoas que não conhecem ou que não confiam, e com isso deixam de identificar quais valores julgam mais importantes e quais valores os candidatos pretendem defender, consequentemente contribuem para eleger quem defende valores opostos aos seus e perdem a oportunidade de votar em alguém que de fato iria representa-los.

É preciso entender que nem todo político é igual ou corrupto. É possível o eleitor escolher de forma consciente e séria, dentre uma pluralidade de candidatos, uma pessoa que o represente. No entanto, para isso, é necessário conhecer o seu histórico político, sua atuação profissional, sua postura ética e moral diante da sociedade, buscar saber se o posicionamento do candidato acerca das políticas públicas de proteção aos idosos, às crianças e ao adolescente, condiz com os seus valores, bem como se inteirar sobre o ponto de vista do candidato acerca de temas como: sexualização precoce de crianças; liberdade política e religiosa; violência urbana; consumo de drogas pelos jovens; desenvolvimento tecnológico, dentre outros.

O eleitor que comparece às urnas apenas para evitar às sanções previstas pela lei, não está praticando um ato de responsabilidade no processo de escolha dos governantes. Uma escolha consciente e proba determinará quão boa e eficiente será a gestão pública local e quais valores serão predominantes nessa comunidade, o que refletirá diretamente na sociedade num todo. Ademais, o cidadão tem o papel fundamental na fiscalização de seus representantes, bem como de acompanhar e cobrar as promessas de campanha feitas, atitude esta que não pode ser negligenciada em tempo algum, pois só assim teremos a chance de fazer um país integro e eficiente de verdade.

Ossesio Silva é deputado federal pelo Republicanos Pernambuco

 

Conheça o Espaço do Candidato Republicano

Na página exclusiva, você encontra modelos de materiais de propaganda, dúvidas frequentes, E-book do Candidato Republicano, orientações sobre a legislação eleitoral, dicas para campanha nas redes sociais e outros. Acesse agora e aproveite ao máximo tudo que preparamos para ajudar você durante a campanha.

Reportar Erro