Vacinação dos idosos é prioridade

Mensagem do secretário nacional do Idosos Republicanos, deputado federal Ossesio Silva

Publicado em 22/04/2021 - 08:24

Com pandemia de COVID-19 a demanda mundial pela imunização tem provocado grandes dificuldades nos processos de aquisição de vacinas, tanto no Brasil, como em praticamente todos os países do mundo. A partir de dezembro de 2020, as autoridades sanitárias de países como Inglaterra, Estados Unidos da América, México, Argentina e Chile, entre outras, aprovaram as vacinas disponibilizadas por renomadas indústrias farmacêuticas. Com isso, em 17 de janeiro de 2021, iniciou-se, no Brasil, o processo de imunização.

Mesmo vivendo em um cenário de tantas incertezas – afinal, nunca se desenvolveu um imunizante em tão pouco tempo – não podemos omitir que a aprovação das vacinas contra a covid-19 deu esperanças à população, pois o imunizante tem sido visto como a ferramenta mais efetiva no controle da pandemia e na proteção contra essa doença potencialmente fatal.

E, nesse cenário pandêmico, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 prevê que as pessoas idosas devem receber a vacinação de modo prioritário, pois representam um grupo que demanda uma atenção especial por parte dos Estados, haja vista que, ao serem diagnosticados com a Covid-19, o nível de letalidade é superior se comparados ao dos mais jovens.

Na última quinta-feira (15/04), durante audiência pública da Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara dos Deputados, que discutiu o ritmo de vacinação da população idosa, o Ministério da Saúde confirmou que as novas entregas de vacinas contra a Covid-19 aos estados e municípios vão garantir a primeira dose para 100% da população brasileira com mais de 65 anos, bem como possibilitará o início, em todo o País, da imunização da faixa etária entre 60 e 64 anos.

Neste momento de grave crise sanitária, assegurar que a população idosa tenha acesso aos imunizantes de forma prioritária, é uma medida necessária de proteção a vida, a dignidade e a saúde destes cidadãos brasileiros que formam o maior grupo de fator de risco para a Covid-19.

Mensagem do secretário nacional do Idosos Republicanos, deputado federal Ossesio Silva

Reportar Erro
Send this to a friend