Um alerta para os efeitos da pandemia na juventude

Grupo é o que sofre os piores impactos da pandemia e, mesmo assim, se levanta para lutar diariamente para exigir ações governamentais

Publicado em 12/08/2020 - 13:20

Hoje, 12 de agosto, comemoramos o Dia Internacional da Juventude, parcela da população com idade entre 15 e 29 anos, que representa cerca de 51 milhões de brasileiros, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE), e também representam 100% do nosso futuro.

Em 2020, é extremamente necessário alertar para os efeitos que a pandemia de Covid-19 está tendo sobre os jovens, pois é esse grupo que sofre os piores impactos da pandemia e, mesmo assim, se levanta para lutar diariamente para exigir ações governamentais, um mundo mais justo, defesa de valores, não diferenciação de raça, sexo ou religião.

Em 2020, jovens perderam suas vidas na pandemia, uns na linha de frente e tantos outros em decorrência do coronavírus. Muitos perderam membros familiares e amigos. A formação de toda uma geração está comprometida, seus passos para a vida adulta e de autossuficiência foram desviados de seu caminho natural.

Muitos de nós assumimos responsabilidades que não deveriam ser assumidas nesse momento da vida e estão com dúvidas se poderão ou não retomar a educação e a normalidade. Por outro lado, somos a geração mais resiliente e engajada da história, nós apanhamos da vida, mas nos adaptamos e de forma elástica voltamos mais fortes.

Iremos dar a volta por cima e lutar por paz em um momento que muitos defendem o ódio e a divisão. Atuaremos junto ao Congresso Nacional e demais lideranças para buscar uma maior inclusão digital, educação, participação em cargos públicos e ter uma voz ativa na política nacional. Nós, enquanto juventude partidária, não abrimos mão de garantir a efetividade das políticas públicas direcionadas à promoção do emprego, à educação e à saúde dos jovens.

Nesse momento de crise, nosso ativismo começou on-line, mas não termina por aqui.

*Artigo escrito por Renato Junqueira, secretário nacional do Jovens Republicanos

Reportar Erro