Tocantins terá laboratório de biotecnologia de reprodução animal

Fundador do Centro de Biotecnologia e Reprodução Animal (Cescage Genética) esteve em Palmas, a convite do secretário César Halum (Republicanos)

Publicado em 04/09/2019 - 00:00

Palmas (TO) – Acompanhado do secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), César Halum (Republicanos), o desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná e fundador do Centro de Biotecnologia e Reprodução Animal (Cescage Genética), o pós-doutor em Direito pela Universidade de Coimbra, José Sebastião Fagundes Cunha apresentou a proposta de investimento no Tocantins, no segmento de melhoramento genético em bovinos, em audiência com o governador Mauro Carlesse, no Palácio Araguaia, na terça-feira (3).

De acordo com a proposta, trata-se de um amplo plano de negócio que abrange instalações de um laboratório de biotecnologia de reprodução animal, um polo regional de ensino a distância para qualificação de mão de obra no agronegócio, um centro de exposição de animais para comercialização na área do Sindicato Rural de Palmas e uma unidade de produção de alimentos para bovinos e área para exposição de vacas reprodutoras no Centro Agrotecnológico da Agrotins.

“No Centro Agrotecnológico aspiramos uma área para produção de alimentação e exposição de vacas reprodutoras. No sindicato, queremos instalar um laboratório de biotecnologia de reprodução animal especializado em Fertilização In Vitro, transferência de embriões e coleta de sêmen e também um centro de exposição de animais reprodutores para comercialização em parceria com produtores do estado para trazer a melhor genética de gado de corte e de leite com perfil para desenvolver uma linhagem para o Tocantins”, explicou o empresário.

Com atenção voltada para o mercado externo, especialmente o europeu que é muito exigente, César Halum vislumbra um futuro promissor. “A vinda do grupo Cescage representa um avanço muito grande para o Tocantins. Teremos oportunidade de escolher as raças mais adequadas para o nosso estado. Significa o aumento na produção de carne com qualidade, certificada e com rastreabilidade – exigências do mercado europeu. Com a carne com essas características, teremos possibilidade de exportar para a União Europeia que exige esse padrão de qualidade. Por outro lado, teremos também aumento da produção de leite. Não temos rebanho leiteiro. Nossa produção é muito pequena, são em média dois litros de leite por animal. Essa produção não dá nem para abastecer o mercado interno. Através do Cescage Genético, podemos triplicar a produção de leite no prazo de três anos. Vamos ganhar em rapidez, eficiência e em qualidade da carne e em qualidade e quantidade do leite”, ressaltou o secretário.

Ainda na capital tocantinense, o empresário se reuniu com diretores do Sindicato Rural de Palmas e Região (SRPR) e com equipe técnica da Seagro. A intenção é iniciar as atividades ainda este ano.

Na avaliação do presidente do sindicato, Antonio Jorge, o investimento vai agregar valor à entidade. “Isso vai agregar valor, tecnologia e desenvolvimento para melhorar a qualidade do nosso rebanho. Vai movimentar o sindicato, dando oportunidade por meio do melhoramento genético ao rebanho tocantinense”, disse. De acordo com o que foi firmado inicialmente, o sindicato vai destinar uma área de mil metros quadrados num contrato de comodato.

Cescage

A agenda de compromissos do investidor no Tocantins teve interlocução do secretário César Halum, que visitou o Cescage Génetica durante visita institucional à Agroleite no Paraná, no mês passado.

Atuando no mercado na produção de sêmen e embriões in vitro de bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos e pesquisa a produção de embriões in vitro de ovinos e caprinos, o Grupo Cescage é sediado em Ponta Grossa (PR) e desenvolve atividades em vários estados do país em parceria com grandes produtores rurais e instituições públicas e privadas.

Texto e foto: Ascom – Seagro/TO

Reportar Erro