Tia Ju lança Frente Parlamentar Pró-Infância, Adolescência e Adoção no RJ

Frente será lançada na segunda-feira (25) com o objetivo de acompanhar e defender políticas e ações para garantir os direitos de crianças e adolescentes, e o fomento da adoção

Publicado em 24/02/2019 - 00:00

Rio de Janeiro (RJ) – A deputada estadual Tia Ju (PRB-RJ) lança, nesta segunda-feira (25), na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), a Frente Parlamentar Pró-Infância, Adolescência e Adoção.

Segundo a republicana, a Frente terá o papel de acompanhar e defender políticas e ações para garantir os direitos de crianças e adolescentes, e o fomento da adoção, seja ela tardia ou não. “A ideia é propor projetos de lei em conjunto na Assembleia Legislativa, além de acompanhar e dar visibilidade às proposições em tramitação na Alerj que beneficiem a Infância, a Adolescência e a Adoção. Vamos promover debates, simpósios, seminários e outros eventos pertinentes ao tema, com a participação dos diversos segmentos da sociedade civil para garantir a interação e o fortalecimento das ações parlamentares voltadas para as áreas da infância/adolescência e de defesa e fomento do processo de Adoção Tardia”, explica Tia Ju.

O tema que dá nome à Frente Parlamentar é de extrema relevância e está na pauta das principais discussões sobre direitos das crianças e adolescentes. Recentemente a Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou os dados de adoção no Brasil em 2018. No ano passado 2.184 crianças foram adotadas em todo o Brasil por meio do Cadastro Nacional de Adoção (CNA). Mas, segundo Tia Ju, isso não é o suficiente para diminuir a fila de crianças esperando adoção. “Atualmente há 45.296 pretendentes cadastrados e 9.388 crianças à espera de uma família”, lembra a deputada.

Entre as principais barreiras para concretizar as adoções estão a idade das crianças e o fato de possuírem irmãos, apesar de, muitas vezes, existir possibilidade de desmembrar um grupo de irmãos em duas ou mais adoções. Atualmente, das 9,3 mil crianças cadastradas no CNA, 6,4 mil têm entre sete e 17 anos e 56 % possuem irmãos. Em contrapartida, dos 45,2 mil pretendentes cadastrados, apenas 6,7 mil aceitam crianças com idade entre sete e 17 anos e 37 % aceitam adotar irmãos, disse ela.

Serviço

Evento: Lançamento da Frente Parlamentar Pró-Infância, Adolescência e Adoção
Data: 25/02/2019
Horário: 10h
Local: Palácio XXIII de Julho (Anexo ao Palácio Tiradentes) – Rua Dom Manuel, s/n° – 6º andar, Auditório Senador Nelson Carneiro – Centro

Texto e foto: Ascom – deputada estadual Tia Ju
Edição: Agência PRB Nacional

Reportar Erro