Sessão solene na Alepa celebra os 42 anos de fundação da Igreja Universal

A cerimônia foi requerida pelo deputado estadual Fábio Freitas (PRB-PA), membro da denominação religiosa no Pará

Publicado em 12/07/2019 - 00:00

Belém (PA) – A Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) homenageou na terça-feira (9), em Sessão Solene no plenário Newton Miranda, os 42 anos da Igreja Universal — fundada pelo bispo Edir Macedo em 9 de julho de 1977 e presente atualmente em 129 países com representação de mais de 9 milhões de fiéis em todo o planeta.

A cerimônia foi requerida pelo deputado estadual Fábio Freitas (PRB-PA), membro da denominação religiosa no Pará e autor do Projeto de Lei nº 8.837/2019, que institui o Dia Estadual de Homenagem da Igreja Universal do Reino de Deus, sancionada em abril pelo Governo do Estado.

Na ocasião, o parlamentar ressaltou a importância dos trabalhos da igreja para a sociedade paraense. “Aqui viemos prestar homenagens aos membros da igreja e aos diversos grupos que desenvolvem trabalhos evangelísticos e sociais. Esse momento é um reconhecimento a essas pessoas que juntas chegam a lugares que o governo não consegue alcançar. A igreja é um braço direito do governo que se doa em prol da família paraense”, evidenciou.

 

A sessão solene contou com a presença de cerca de 300 pessoas e prestou homenagens a diversos líderes da denominação religiosa com diplomas alusivos à data. Na ocasião, o pastor Miguel França, representou o bispo responsável pela Igreja Universal no Pará, Eduardo Guilherme, destacou a importância da homenagem para a igreja. “A igreja começou por uma fé, a Igreja Universal começou trabalhando e levando a salvação das pessoas. Então é uma igreja que tem feito o Ide de Jesus indo ao mundo e ao Brasil levando a mensagem de salvação, libertando e curando pessoas. Essa homenagem representa a gratidão do trabalho prestado pelos membros e grupos da igreja para salvar almas e tirar as pessoas do mundo do crime e em situação caótica, esse sim é o maior prêmio”, ressaltou o pastor que também foi agraciado com a maior honraria concedida pela Assembleia Legislativa do Estado do Pará, a “Comenda Ordem do Mérito Cabanagem”. A concessão da condecoração homenageia personalidades e autoridades que têm o reconhecimento público dos relevantes serviços prestados ao desenvolvimento do Estado.

Com a missão de evangelizar os detentos, o grupo Universal nos Presídios – UNP, tem realizado importantes ações em todas as regiões do país e no mundo. No Brasil o grupo é formado por 35 mil voluntários, sendo 1.100 no Estado do Pará, que se dedicam ao trabalho voluntariado com atividades diárias em 48 casas penais, auxiliando os detentos na fé e com ações sociais e cursos de capacitação para formação de barbeiros e cabeleireiros. Com esse trabalho, 11 mil presidiários foram recuperadas no Brasil, sendo 2.100 ressocializados no Pará.

O pastor Henrique Pires, responsável pelo trabalho nos presídios, evidenciou as atividades de evangelização e ressocialização desenvolvidas pelos voluntários. “O grupo desenvolve trabalhos para salvar vidas e em especial aos que estão presos e precisam de libertação espiritual para sair do mundo do crime. Nossa maior conquista é recuperar essas pessoas e trazer elas de volta para a sociedade de forma que possa ter uma vida correta e na presença de Deus”, destacou.

Representando o governo do estado, esteve presente o secretário de Esporte e Lazer (Seel), Arlindo Silva (PRB). Membro da igreja desde os 19 anos, o titular da pasta reforçou a relevância dos trabalhos da igreja para o estado. “Como secretário, destaco que a Igreja Universal realiza um importante trabalho junto a sociedade em várias áreas, onde muitas vezes o estado não alcança. O governo reconhece os trabalhos desenvolvidos por seus membros, seja levando a mensagem de paz e recuperando pessoas do mundo das drogas, além de prestar assistência aos necessitados”, observou.

O grupo musical Bertazo do Theatro da Paz, teve participação especial na programação com execução de hinos evangélicos.

Histórico

A Igreja Universal foi criada em 1977 pelo Bispo Edir Macedo e desde então se tornou uma das maiores igrejas evangélicas do país e do mundo, estando presente em 129 países. No Pará, 130 municípios contam com a presença da Igreja Universal, representados por 80 mil fiéis.

Texto e foto: Ascom – deputado estadual Fábio Freitas
Edição: Agência PRB Nacional

Reportar Erro