Relações um tanto quanto fragilizadas

Relações um tanto quanto fragilizadas

Artigo escrito por Jorge Wilson, o Xerife do Consumidor, deputado estadual pelo PRB São Paulo

Publicado em 15/03/2016 - 00:00

Nesses mais de vinte anos de trabalho em defesa dos direitos do consumidor, vi muitas injustiças nas relações de consumo. Apesar da lei 8.078/90 que instituiu o Código de Proteção e Defesa do Consumidor ter sido um marco na vida de todos os brasileiros, ainda vemos muito desrespeito aos consumidores.

O CDC, nesses 25 anos de existência, modificou as relações de consumo e os consumidores lesados não só podem como devem fazer valer o que está na lei. E é somente através dessa insatisfação popular que conseguimos modificar essas relações que, lamentavelmente, continuam fragilizadas.

Empresários, comerciantes, lojistas e todos os demais prestadores de serviços estão aprendendo, ao longo desses anos, a valorizar as relações com os seus consumidores. As pessoas passaram a ser tratadas com mais credibilidade. A palavra do consumidor, amparada pela lei 8.078/90, passou a ter muito mais força.

Na Assembleia Legislativa, criei a Frente Parlamentar de Defesa do Consumidor e através desse órgão, estamos fiscalizando os serviços públicos e privados e desenvolvendo diversas atividades em defesa de todos os consumidores. Outras importantes propostas de nossa iniciativa estão em tramitação no Parlamento Paulista com o objetivo de melhorar as relações de consumo.

Ainda temos muito a fazer. Continuamos nossa luta para que as leis sejam respeitadas e as relações de consumo sejam cada vez mais transparentes. A participação de cada cidadão, nesse processo, é fundamental.

Quero, na data em que comemoramos o Dia Mundial do Consumidor, render minhas homenagens a todos vocês, personagens principais das mudanças que já foram feitas e de muitas outras que ainda estão por vir.

 

***Jorge Wilson é deputado estadual pelo PRB São Paulo

Reportar Erro