Projeto autoriza que vítimas de acidentes sejam levadas a hospitais particulares no AP

Iniciativa é do deputado estadual Oliveira Santos (PRB-AP). Pessoas acidentadas no trânsito e que possuam plano de saúde poderão ser encaminhadas aos hospitais particulares conveniados

Publicado em 04/06/2019 - 00:00

Macapá (AP) – Tramita na Assembleia Legislativa do Amapá projeto de lei de autoria do deputado estadual Oliveira (PRB-AP) que determinava que pessoas feridas em acidentes de trânsito possam ser levadas pelo Corpo de Bombeiros para hospitais conveniados aos seus planos de saúde.

O deputado do PRB explicou que antes, obrigatoriamente, os acidentados eram encaminhados para prontos-socorros da rede pública de saúde. “Queremos garantir o direito do cidadão, possuidor de plano de saúde privado, ao sofrer acidente de trânsito e for atendido pelo sistema de atendimento de emergência ou assemelhado seja encaminhado para o hospital conveniado. O objetivo é evitar a perda de tempo e assim agravar o sofrimento em caso de posterior deslocamento de um hospital para o outro, inclusive com a autorização prévia para determinados procedimentos”, justificou o republicano.

Pelo texto, pessoas acidentadas e que possuam plano de saúde poderão ser encaminhadas aos hospitais particulares conveniados, desde que não comprometa a qualidade e agilidade do primeiro atendimento. O encaminhamento só será feito caso seja possível a identificação imediata do hospital particular mais próximo e que ofereça atendimento de emergência.

Nos casos em que a identificação do hospital privado for feita após a entrada do paciente em hospitais da rede pública, o paciente será transferido assim que o quadro de saúde permita e com a devida autorizada pelo médico responsável.

Oliveira completa: “Além de garantir o devido atendimento do acidentado pelos hospitais conveniados, a matéria vai possibilitar ao estado condições de disponibilizar mais leitos aos cidadãos que dependem, exclusivamente, da rede pública de saúde”, ponderou Oliveira Santos.

Texto e foto: Ascom – deputado estadual Oliveira

Reportar Erro