Praça do Consumidor levará mais de 15 serviços a bairro de Manaus

Praça do Consumidor levará mais de 15 serviços a bairro de Manaus

Projeto é desenvolvido pela Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, presidida pelo deputado estadual João Luiz

Publicado em 10/12/2019 - 00:00

Manaus (AM) – Promovida pela Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, a Praça do Consumidor levará mais de 15 serviços ao bairro do Mauazinho, Zona Sul de Manaus, o sábado (14). Os atendimentos serão realizados das 8h às 13h, na Escola Municipal Ana Maria, localizada na rua Bom Jesus.

Por cinco horas, equipes da Comissão, Defensoria Pública do Estado, Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Correios, Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (Sejusc) e das secretarias municipais de Finança e Tecnologia da Informação (Semef), da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi/Sine) estarão disponíveis para atendimento ao público.

Serão disponibilizados serviços de atendimento ao consumidor, com registro de reclamações, negociação de dívidas e contestação de faturamento; assistência jurídica gratuita; consulta ao SPC; cadastro Positivo e de Empregos; cadastro de benefícios de assistência social; agendamento para emissão da carteira de trabalho; expedição da 2ª via da carteira de identidade; orientação, parcelamento e negociação de IPTU; expedição de CPF (serviço cobrado) e atendimentos estéticos e na área de saúde.

“A Praça do Consumidor é uma grande oportunidade para negociação de dívidas e contestação de faturamento com as concessionárias de energia e água, além de outros serviços nas áreas sociais e de cidadania”, afirmou o presidente da Comissão, deputado estadual João Luiz (Republicanos).

A ação contará, ainda, com a participação de representantes das empresas Amazonas Energia e Águas de Manaus e disponibilizará uma linha direta com as operadoras de telefonia e internet Vivo, TIM, Claro, Oi e Net.

Texto e fotos: Jeane Glay
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

 

Reportar Erro