Marinha do Brasil é homenageada no Amazonas

Deputado estadual João Luiz (PRB-AM) celebrou os 154 anos da Batalha Naval do Riachuelo – Data Magna da Marinha do Brasil

Publicado em 19/06/2019 - 00:00

Manaus (AM) – O deputado estadual João Luiz (PRB-AM) celebrou, na segunda-feira (17), os 154 anos da Batalha Naval do Riachuelo – Data Magna da Marinha do Brasil, comemorado no último dia 11 de junho, com uma sessão especial no plenário Ruy Araújo.

Marinha do Brasil é homenageda no Amazonas

Para o deputado, a data é um marco histórico para o país e as Forças Armadas e reforça a importância da Marinha do Brasil, além do aspecto de defesa do país, mas também social. “Esta homenagem não é só para destacar a Batalha Naval do Riachuelo, mas enaltecer o trabalho da Marinha de importância fundamental para a ajuda humanitária que é feita pelo trabalho dos Navios da Esperança, como são conhecidos os navios que atuam em relevantes missões e programas em diversas áreas do interior do Amazonas, como em questões de socorro às vítimas das cheias e secas dos rios, assistência hospitalar, entre outros projetos”, afirmou.

O vice-almirante, Paulo César Comenero Lopes, representou a Marinha do Brasil no evento e recebeu uma placa comemorativa em homenagem. “É uma honra estar aqui na Casa do Povo representando a Marinha que está sendo reconhecida por todo o trabalho. Tivemos diversos heróis do passado, como o almirante Barroso, que, com muita perspicácia, conseguiu inverter uma situação em Batalha, conseguindo uma situação favorável ao Brasil. Estamos sempre buscando a motivação e exemplo, pelo bem da sociedade, prestando auxílio e prontos a atender à população com assistências hospitalares às comunidades ribeirinhas”, afirmou.

Batalha Naval do Riachuelo

A Batalha Naval do Riachuelo é considerada pelos historiadores como uma batalha decisiva da Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai (1864-1870), o maior conflito militar na América do Sul, somente superado em vítimas pela Guerra Civil Americana (1861-1865). A batalha resultou em uma série de disputas políticas envolvendo nações que trafegavam na região do Rio Prata. Um momento histórico que deixou um legado de atos feitos, lição de dedicação e amor à nação e por isso ficou eternizada como Magna da Marinha do Brasil.

Texto e fotos: Ascom – deputado estadual João Luiz

Reportar Erro