Inauguração de obras públicas inacabadas poderão ser proibidas em Roraima

Inauguração de obras públicas inacabadas poderão ser proibidas em RR

Proposta de Gabriel Picanço proíbe a inauguração e entrega de obras públicas incompletas ou que, embora concluídas, não estejam em condições de atender à população

Publicado em 12/06/2019 - 00:00

Boa Vista (RR) – A Assembleia Legislativa de Roraima analisa projeto de lei do deputado estadual Gabriel Picanço (PRB-RR) que proíbe a inauguração e a entrega de obras públicas incompletas ou que, embora concluídas, não estejam em condições de atender à população ou que estejam impossibilitadas de entrar em funcionamento imediato.

Conforme o autor da matéria, a iniciativa busca combater uma prática que, segundo ele, é comum em muitos governos. “É uma situação que já aconteceu em vários governos e o objetivo é que não aconteça mais. Tivemos obras públicas recentes inauguradas em parques, por exemplo, e que não podemos usar”, comentou Picanço.

O republicano destacou que a população é a mais prejudicada, por ficar impossibilitada de utilizar os espaços públicos. “Por onde passamos, as pessoas cobram por que deixamos inaugurar uma obra sem elas poder usarem? Então, tivemos essa iniciativa e contamos com a aprovação, para impedir a partir dessa lei, que nenhuma obra seja entregue se não estiver apta a sociedade”, concluiu.

A proposição está tramitando pelas comissões permanentes da Assembleia Legislativa, e após isso, deverá ser submetida à votação em plenário.

Texto: Jéssica Sampaio
Foto: Alex Paiva / Ascom – Assembleia Legislativa de Roraima
Edição: Agência PRB Nacional

Reportar Erro