GIlvan Máximo faz balanço de ações de Tecnologia no DF

O secretário GIlvan Máximo fez um balanço das atividades de 2019 das ações da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF

Publicado em 20/12/2019 - 00:00

Brasília (DF) – A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF (Secti), comandada pelo republicano Gilvan Máximo, aceitou o desafio lançado no início deste ano pelo governador Ibaneis Rocha e tem atuado com a missão de fazer de Brasília a maior Smart City da América Latina. Nesse sentido, já promoveu ações que beneficiam toda a população e, o melhor, a custo zero para o Governo do Distrito Federal.

O projeto de internet gratuita chamado Wi-Fi Social, por exemplo, conquistou a sociedade por disponibilizar internet de graça para toda a população. A ideia é privilegiar pontos de maior circulação de pessoas, como feiras, shoppings populares, ônibus, metrôs, rodoviárias e hospitais públicos. O transporte público já conta com o serviço. Ou seja, são mais de 600 ônibus com Wi-Fi grátis. O primeiro lugar escolhido para inaugurar a iniciativa foi a feira de Vicente Pires, em maio deste ano.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF, Gilvan Máximo, afirma que este ano foi de grandes desafios e anuncia novos projetos para 2020.  “Ano que vem lançaremos os primeiros laboratórios de robótica da rede pública de ensino e iremos contar com inéditos laboratórios de inteligência artificial, os primeiros do Brasil”, destacou o republicano.

Os números de acessos são surpreendentes. A Rodoviária do Plano Piloto tem uma média de 100 mil acessos por dia. Ao todo, serão 25 pontos do Wi-Fi Social em todo o Distrito Federal. “Até agora foram inaugurados 14 pontos, em locais como nas feiras do Guará, Paranoá, e Ceilândia; nas Upas de Samambaia, Recanto das Emas e São Sebastião; e na Rodoviária do Plano Piloto, claro”, afirmou o secretário Gilvan Máximo.

Já o Vem DF é um projeto-piloto de compartilhamento de veículos elétricos para frotas do governo. Na prática, os 16 carros modelo Twizy, da fabricante francesa Renault, podem ser usados pelos servidores públicos do GDF – todos devidamente cadastrados e autorizados –, para a realização de atividades durante o horário de trabalho. O programa inclui ainda 35 postos de recargas espalhados pela cidade, podendo servir de fonte de abastecimento para outras montadoras de veículos elétricos, sem a cobrança de taxa.

E teve, ainda, a Campus Party Brasília de 2019, que marcou a história da tecnologia no Distrito Federal. O evento, que foi realizado em junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha, contou com o apoio do GDF por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação.

A Campus Party reuniu mais de 100 mil pessoas ao longo de cinco dias de evento. Foram mais de 350 horas de atividades, com 300 palestrantes, 110 workshops e nove mil participantes, dos quais três mil ficaram acampados no local. Números que consolidaram o posicionamento da feira como a principal plataforma de formação de comunidades do segmento da capital. O sucesso foi tanto que a primeira Campus Party será realizada no início do ano em Brasília.

Texto e fotos: Ascom – SECTI/DF
Edição: Agência Republicana Brasileira (ARCO)

Reportar Erro