Deputado questiona quebra de monopólio no transporte público intermunicipal

Deputado questiona quebra de monopólio no transporte público intermunicipal

De acordo com Antonio Vaz, é preciso saber se os estudos do Plano Diretor de Transporte contemplam quebra de monopólio

Publicado em 19/11/2019 - 00:00

Campo Grande (MS) – O deputado estadual Antônio Vaz (Republicanos-MS) protocolou, na terça-feira (19), requerimento ao governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, solicitando informações sobre a publicação de uma portaria estabelecendo critérios para autorizar operadores de linhas enquanto o Plano Diretor de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros (PDTC) segue em formulação para basear as futuras licitações.

De acordo com o parlamentar, é preciso saber se os estudos do PDTC contemplam quebra de monopólio. “Sabemos que a concorrência, em qualquer mercado, estimula a melhor oferta de serviços em prol do cidadão”, justificou o republicano.

No requerimento, o deputado Antônio Vaz, também questionou se, em época digital, não seria inteligente e viável da parte do Estado incluir no PDTC estudos para criação de um aplicativo, exigindo que as interessadas nas futuras licitações disponibilizem GPS em todos os seus carros para acompanhamento pelo cidadão em tempo real.

“Com o serviço, o usuário teria em mãos, inclusive, uma forma mais prática para denunciar atrasos abusivos, consequentemente gerando receita por multa e forçando as empresas a zelarem pelos seus respectivos itinerários”, concluiu Vaz.

Texto: Márcia Caetano/Ascom – deputado estadual Antonio Vaz
Foto: Israel Sant
Edição: Agência Republicana de Comunicação (ARCO)

Reportar Erro