CPI das Universidades Públicas quer ouvir reitores em SP

Colegiado é presidido pelo deputado estadual Wellington Moura (PRB-SP)

Publicado em 09/05/2019 - 00:00

São Paulo (SP) – Os trabalhos da CPI das Universidades Públicas na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) tiveram início nesta quarta-feira (8). A comissão é presidida pelo deputado estadual Wellington Moura (PRB-SP).

CPI das Universidades Púbicas quer ouvir reitores em SP

A primeira reunião teve como pauta a votação de requerimentos apresentados por deputados que compõem o colegiado. Moura, que é vice-líder do Governo na Alesp, propôs convidar os reitores da USP, Vahan Agopyan; da Unicamp, Marcelo Knobel; e da Unesp, Sandro Roberto Valentini, para prestar informações na CPI sobre a gestão dessas universidades, o que foi aprovado pelos demais integrantes da comissão.

O republicano também teve aprovados os seus requerimentos para que as três universidades enviem relatórios de todos os seus servidores, ativos e inativos, informando sobre os vencimentos de cada um e indicando os funcionários que recebem salários acima do teto constitucional em São Paulo.

A reunião contou com a presença de manifestantes que apoiam e também contrários à CPI. E, em alguns momentos, o debate entre os parlamentares ficou acirrado. “Os trabalhos foram intensos, calorosos, mas vão se tornar, a cada semana, muito bem aproveitados. Debate vai haver. Um deputado ficar nervoso, outro querer debater mais exaustivamente. Mas, o mais importante é votar os requerimentos e colocar a CPI em prática”, destacou Moura.

O presidente da CPI também nomeou a relatora final dos trabalhos, a deputada Valeria Bolsonaro, e os sub-relatores, que irão fiscalizar cada uma das questões que estão sendo debatidas na comissão.

“É importante destacar que essa CPI não é para prejudicar professores, prejudicar alunos, e muito menos as universidades. Nós queremos que essas instituições cresçam, desenvolvam mais pesquisas. Mas agora precisamos saber como está sendo gasto o dinheiro que é repassado a elas”, finalizou o deputado.

A CPI das Universidades Públicas da Alesp tem como finalidade investigar irregularidades na gestão da USP, Unesp e Unicamp, em especial quanto à utilização do repasse a elas de 9,57% do ICMS arrecado em São Paulo, cerca de 9 bilhões de reais.

Texto e foto: Ascom – deputado estadual Wellington Moura

Reportar Erro
Send this to a friend