Halum defende crescimento econômico do Tocantins com investimentos na Agricultura

Em seu terceiro mandato, o deputado federal César Halum (PRB-TO) teve seu nome lançado pelo partido como pré-candidato ao Senado nas eleições 2018

Publicado em 28/05/2018 - 00:00

Em seu terceiro mandato, o deputado federal César Halum (PRB-TO) teve seu nome lançado pelo partido como pré-candidato ao Senado nas eleições 2018. O republicano é o entrevistado dessa semana e fala sobre as demandas do estado e os projetos que pretende defender se for eleito para o cargo.

Halum explica que trabalhará para implementar três grandes projetos de fortalecimento da economia, por meio de investimentos na produção agrícola: a recuperação do solo, das estradas e ampliação da área irrigada.

ENTREVISTA

Agência PRB Nacional – Deputado, o senhor lançou recentemente sua pré-candidatura ao Senado pelo Tocantins. Por que o Senado e não a reeleição à Câmara?
César Halum – Na verdade eu nunca me lancei pré-candidato. Lá no Tocantins, nós temos uma situação específica: desde que o estado foi criado, ficou estabelecido que as três vagas seriam ocupadas por representantes das regiões Norte, Centro e Sul, e assim prevaleceu até hoje, o Tocantins está prestes a completar 30 anos e sempre foi assim. Acontece a região Norte, que eu represento, está sem representação desde a morte do nosso senador João Ribeiro, porque o suplente que assumiu não é da região. Estamos órfãos de senador desde essa época e de lá pra cá os prefeitos, vereadores e lideranças sentem falta de um senador presente, que é a região mais população do estado, com mais de 40 municípios e concentra 40% dos votos de Tocantins. Com isso, começou a criar esse sentimento de eleger um novo senador e veio a pergunta: quem seria o candidato? Outros nomes foram apontados e chegaram a conclusão que eu seria o melhor nome. Sou de Araguaína, que é o segundo maior colégio eleitoral do estado e isso me dá uma força muito grande. E aí começamos a fazer esse trabalho e a região Norte abraçou a causa. Sou pré-candidato não só pela vontade do PRB ou de um desejo pessoal, sou um nome lançado e defendido pelos prefeitos, vereadores e lideranças de dezenas de municípios. É assim que tenho me apresentado por todos os rincões do Tocantins e a pré-campanha cresceu e tem ganhado força cada vez mais.

 

Agência PRB Nacional – Mas o senhor defenderá os interesses de todo o estado, não é mesmo?
César Halum Apesar de ser pré-candidato de uma região do estado, se eleito serei senador de todo o Estado do Tocantins, tanto é que o nosso senador da região Norte, o saudoso João Ribeiro, sempre foi muito bem aceito em todos as regiões. Por onde eu ando, pelo Sul e Sudeste do estado, todos falam que ele era do Norte mas foi o que mais levou recursos para eles, e tenho o mesmo pensamento. Uma outra coisa que me favorece muito nesse processo é que sou, como se diz na política, uma cria do ex-senador João Ribeiro. Foi ele que, quando se lançou candidato a prefeito de Araguaína em 1988, me lançou candidato a vereador na chapa dele. De lá eu fui o líder dele na câmara municipal e nós trabalhamos juntos até o último dia da vida dele. As pessoas me enxergam com o herdeiro político do senador João Ribeiro para essa vaga no Senado da República. Isso tem nos fortalecido muito e todos os partidos políticos que tem nome para o governo estão tentando fazer uma aliança conosco.

 

Agência PRB Nacional – O senhor tem debatido muitos assuntos importantes para o desenvolvimento do Tocantins. Se eleito senador, quais serão suas bandeiras?
César Halum Vou trabalhar em três grandes projetos que consistem em melhorar a condição das estradas, recuperar o solo e investir para ampliar a área irrigada do estado. O primeiro deles é um programa de recuperação de solo de todo o estado. O que significa isso? Como a maior parte do território é área de cerrado, precisamos corrigir a acidez do solo para que o adubo possa ser absolvido, isso se faz com a distribuição de calcário. Então, recuperar o solo do Tocantins de Norte a Sul é uma das missões que temos que fazer. O segundo projeto é para recuperar as estradas vicinais. Nós temos vários pólos de produção e é um sofrimento para fazer chegar o insumo de plantio e depois para escoar a produção, sempre estão fazendo remendo, colchas de retalhos e nós queremos implantar um programa consolidado de recuperação de estradas vicinais, trabalhar como o Governo do Paraná fez a um tempo, ou seja, fazer a base e sub-base do solo, só não coloca asfalto, mas fica pronto. Do jeito que está, é preciso fazer a recuperação de estradas pelos menos três vezes ao ano, o custo disso já dava até para ter pavimentado. E o terceiro projeto que defendo é um trabalho de estabilização e de armazenamento de água do rio Formoso para transformar Lagoa da Confusão não somente no maior produtor de sementes do Brasil, mas também de grãos para a industrialização. Uma área que temos cerca de 80 mil hectares irrigados e que pode passar para 300 mil hectares, isso vai criar musculatura econômica para o Tocantins, que é um estado que vive de repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE), e com esse sofrimento todo.

 

Agência PRB Nacional – Como deputado, o senhor tem defendido uma auditoria na Dívida Pública do Brasil. Esse tema continuará no Senado, caso seja eleito?
César Halum Sem dúvida nenhuma, no Senado vou lutar muito pela auditoria da dívida pública. O povo brasileiro tem de saber porque nossa dívida é desse tamanho, onde ela começou e porque ela é impagável. A única vez que o Brasil fez uma auditoria na sua dívida pública foi em 1934, de lá pra cá nós estamos pagando uma conta sem saber de mais nada. Tem denúncias que estamos pagando dívidas prescritas e o governo brasileiro continua gastando mais de 40% do orçamento com a dívida pública. São 8% para a Educação e Saúde, e 5 vezes mais com a dívida.

 

Agência PRB Nacional – O Tocantins passa por um momento delicado na política. Como o PRB se apresenta nesse momento?
César Halum – O PRB sempre se apresentou como o maior aliado que o povo tem. Eu nunca escolhi a cara do governador, não vejo o cargo com a cor do partido, se é governador do meu estado, vamos ajudá-lo a resolver os problemas da população, nunca cobrei nada em troca. O PRB é um partido que nunca exigiu ter uma secretaria de estado ou emprego no governo, mas sempre ajudamos da melhor forma possível. Nós trabalhamos é para o bem do estado e não tenho dificuldades de relacionamento com nenhum dos possíveis candidatos. Portanto, o PRB é um partido que tem trânsito livre no Tocantins, não temos inimigos, às vezes temos concorrentes, mas nunca inimigos.

 

Agência PRB Nacional – O senhor esteve recentemente numa viagem internacional em busca de investimentos para o Tocantins. Que investimentos são esses?
César Halum – Esse é um trabalho que venho fazendo a alguns anos. Na Câmara, sou presidente do Grupo Parlamentar Brasil – Países Árabes. Dentro desse grupo, uma boa parte são de países muçulmanos, com a própria legislação e os seus costumes, que exigem produtos de certificação Halal. O que significa isso em árabe? Significa o que é permitido, que é lícito. Então, de acordo com a religiosidade deles, os produtos não podem conter álcool na fórmula porque eles não aceitam convivência com álcool, não consomem e sequer aceitam que um creme hidratante tenha álcool na composição. Nós conseguimos fazer uma grande aliança e desenvolvemos um projeto que é a Zona Especial de Negócios, perto da ferrovia Norte-Sul. Lá eles gostaram muito desse projeto para se tornar um polo de produção Halal no Brasil. Eles já importam muito do mercado brasileiro, compram frangos, carnes bovinas, leite, grãos e tantos outros produtos, cada hora compram de um estado e enfrentam uma dificuldade grande. Nós idealizamos esse projeto, eles foram conhecer e vão começar a investir no estado. O Fundo Muçulmano investirá no Tocantins $ 1 bilhão, os recursos já começam a chegar nesses próximos 30 dias, serão financiados 40 mil hectares de lavoura para os produtores tocantinenses, construir uma usina esmagadora de soja, uma fábrica de ração e uma graneleiro para armazenamento. Esses investimentos serão financiados em troca do direito de comprar a produção de forma exclusiva. Nós achamos esse caminho, está dando muito certo e será uma forma de desenvolver muito o Tocantins.

 

Agência PRB Nacional Além da sua pré-candidatura ao Senado, como está a expectativa do PRB para as eleições deste ano?
César Halum O PRB é um partido relativamente novo no Tocantins, sob a minha presidência está desde 2014 e não tínhamos nenhum prefeito eleito, dois vice-prefeitos e seis vereadores. Já nas eleições de 2016, conseguimos eleger sete prefeitos, inclusive de cidades grandes como Colinas do Tocantins, que é a sexta maior do estado; de seis vereadores passamos para 60 e elegemos cinco vice-prefeitos. Nunca tivemos um deputado estadual e desta vez vamos nos concentrar no sentido de ter representação na Assembleia Legislativa. Um partido nessas condições, em crescimento, conta com o respeito de todos os demais partidos do estado. Só para você ter uma ideia, temos a garantia de uma vaga na majoritária ao Senado em qualquer coligação. Portanto, é um avanço muito grande porque partidos muitos maiores não têm essa oportunidade. Depois dessa eleição, com a vitória da nossa chapa e uma aliança consolidada com o governador, o PRB cria a condição de crescer com maior rapidez.

 

Agência PRB Nacional – Que balanço o senhor faz dessa pré-campanha ao Senado?
César Halum Estou muito feliz, satisfeito com a pré-campanha e a avaliação é boa. Claro que até a campanha eleitoral temos que trabalhar muito, mas como eu te disse, o PRB não tem atrito com ninguém e fica fácil de conduzir esse processo. É lógico que terá uma disputa intensa, mas estou muito confiante na eleição. Evidentemente que ninguém ganha eleição com pesquisa ou achismo, mas estamos confiantes e andando muito para sair das urnas com o partido mais forte e com mais condições de ajudar o povo do Tocantins a ter uma vida melhor.

Por Agência PRB Nacional
Fotos: Ascom – Deputado Federal César Halum

Reportar Erro